Blog do Unasp

Ciência da Computação: veja o que se aprende no curso de graduação

Pensando em fazer o curso de Ciência da Computação? Descubra aqui quais são as principais áreas, matérias e competências ensinadas no decorrer da graduação.

Você provavelmente já deve saber que antes de ingressar em uma faculdade o ideal é ter o máximo de informações possíveis sobre o curso que você pretende estudar. Isso porque ao recolher o máximo de informações e tirar as suas dúvidas você evitará a desilusão de descobrir lá na frente que o curso não era nada daquilo do que você imaginava. Dessa forma, se você chegou até aqui é porque provavelmente a graduação em Ciência da Computação chamou a sua atenção, certo?

No entanto, você sabe quais são as matérias e áreas do conhecimento que serão abordadas no decorrer da graduação? Já pensou que o curso não pode apenas brilhar aos olhos, ele precisa combinar com o seu perfil e suprir suas necessidades pessoais?

Além disso, antes de ingressar, também é necessário conhecer os métodos do curso; por exemplo, as matérias, áreas de atuação, áreas de conhecimento, etc. Assim, você entra na faculdade mais consciente e certo(a) da sua escolha. Evitando surpresas negativas.

Para ajudar nesse processo, de escolha, levantamos algumas informações que podem ajudar. Ah, e aproveitamos para adicionar algumas dicas e outras informações extras sobre Ciências da Computação.

Só vale lembrar que essas informações são baseadas no curso oferecido pelo Unasp. Sendo assim, é provável que em outras instituições algumas disciplinas sejam diferentes. Blz?


Sobre o curso

Se você gosta de informática e do universo dos computadores, provavelmente você vai se dar bem nessa área. A faculdade irá aprofundar os seus conhecimentos nos fundamentos da computação. As três linhas de pesquisa do curso são: arquitetura de sistemas computacionais, realidade virtual e engenharia de softwares.

O curso de Bacharelado em Ciência da Computação visa formar profissionais capazes de desempenhar atividades na área de computação que envolvam a identificação de problemas, proposta de soluções inéditas ou melhoradas e a operacionalização das soluções definidas.

Tais atividades exigem uma interação contínua com o ambiente social e com a evolução tecnológica da área, a fim de gerar novos conhecimentos e tecnologias computacionais. Por isso que o UNASP mantêm parcerias com outras instituições e universidades que abrem as portas para intercâmbios de estudos e projetos.

Ao escolher uma instituição é interessante checar se ela oferece o intercâmbio acadêmico, ou se possui parceria com outras instituições de ensino. Esse é um ponto positivo, afinal, quanto mais opções você tiver maior será a sua chance de desenvolvimento como aluno e futuro profissional.

Competências e habilidades que você irá desenvolver durante o curso

As diretrizes curriculares do curso de Ciência da Computação variam de uma instituição para outra. Portanto, é difícil afirmar com 100% de precisão o que você estudará no decorrer da graduação.

O ideal é que você tenha acesso às diretrizes curriculares do curso antes de fazer a matrícula. Desse modo, você poderá fazer a sua escolha em relação em qual instituição estudar com mais certeza que ela irá suprir as suas necessidades e desejos em relação ao curso.

Aqui no Unasp todos os cursos possuem um Programa de Curso que fica à disposição do aluno para download. Para acessar e baixar basta você ir até a página de cursos, escolher o curso que deseja e o campus da sua escolha. Após isso, você será direcionado para  página do curso e campus escolhido, e então poderá fazer o download de um documento com as diretrizes curriculares. Fácil né?

No entanto, de maneira geral os cursos de ciências da computação possuem muitas características em comum. Principalmente em relação às competências e habilidades que serão desenvolvidas no aluno no decorrer dos anos da graduação.

Objetivos do curso do Unasp

1. Incentivar a pesquisa mediante análise e investigação da realidade.

2. Dominar as técnicas utilizadas no mercado global e entender o processo profissional.

3. Ser capaz de evoluir ao longo do tempo exercitando o seu conhecimento matemático indispensável ao entendimento da computação.

4. Possuir os fundamentos teóricos da computação a fim de possibilitá-lo facilmente a adaptar-se às novas tecnologias.

5. Procurar uma atualização constante das técnicas e instrumentos educacionais em conjunto com as técnicas e instrumentos computacionais.

6. Ser um cidadão e respeitar os valores humanos e sociais.

7. Buscar constante aprimoramento profissional e pessoal por meio da educação continuada. Apropriando-se de novas formas de aprender, conectadas com a realidade concreta, aprimorando a independência intelectual, o exercício da crítica e autonomia no aprender.

8. Desenvolver trabalhos em equipe utilizando-se de princípios éticos e de cidadania, de relacionamento interpessoal, de raciocínio lógico e criatividade.

Quer saber mais? Clique aqui e baixe o programa do curso de Ciência da Computação.

Conteúdos específicos

No curso de Ciência da Computação você encontrará algumas matérias, como:

Álgebra Linear; Cálculo I e II; Computação Gráfica; Empreendedorismo; Engenharia de Software; Estrutura de Dados; Física para Computação; Geometria Analítica; Inteligência Artificial; Lógica e Matemática Discreta; Probabilidade e Estatística; Rede de Computadores; Sistemas Digitais.

Baixando o programa do curso é possível encontrar todas as disciplinas estudas e em que semestres elas se encontram. Entretanto, essas foram apenas algumas matérias que listamos para que você pudesse ter uma noção melhor do que é estudado.

Áreas de atuação e perfil do egresso

Os egressos de Ciência da Computação formados pelo Unasp podem trabalhar tanto em empresas e organizações pertencentes aos diversos setores da economia, quanto instituições de pesquisa.

Os profissionais estarão aptos a exercer funções que envolvam o desempenho das atividades de programação. Como, por exemplo, desenvolvimento de sistemas de software, projeto de redes e desenvolvimento de sistemas avançados.

Sendo assim, passarão a ter conhecimento técnico-científico compatível com as exigentes condições de um mercado em constante atualização. Algumas outras áreas de atuação:

1. desenvolvedor;

2. programador;

3. analista de sistema;

4. arquiteto de software;

5. docência;

6. pesquisa.

Além dos conhecimentos técnico-científicos, o egresso passa a ter também consciência e percepção dos reais valores humanos colaborando como agente coadjuvante na formação de uma sociedade mais equilibrada e justa.

Por isso, deverá ser um profissional pautado por profunda consideração pelo ser humano e respeito pela ciência na qual se especializou, e do qual se espera a busca da contínua atualização.


Leia também

Análise e Desenvolvimento de Sistemas: o que se estuda no curso?

Administração: veja o que se estuda no curso de graduação.

Mentoria Profissional: você sabe qual é o impacto dela na sua carreira?

Veja também

Gostando dos conteúdos?

Receba as atualizações no seu e-mail! Insira seu endereço ao lado e não perca as novidades.

Obrigado por se inscrever! Em breve você receberá nossas atualizações no seu e-mail!
Ocorreu um erro interno neste formulário! Por favor, entre em contato com o responsável pelo site!