Perifa Lions: projeto nascido no UNASP insere jovens no mercado publicitário

Impacto Social

Escrito por

Aira Annoroso

Publicado em

26 abr 2021

Instagram do Perifa Lions.

O Perifa Lions é um projeto social que nasceu no UNASP campus São Paulo em 2020. Isso aconteceu após o professor de Publicidade e Propaganda, Flávio Salcedo, convidar as publicitárias Irina Didier e Letícia Rodrigues para que fizessem palestras na instituição.

Em primeiro lugar, a intenção era aproximar o mercado publicitário dos alunos do curso. Mas, nessas visitas, as profissionais conheceram um pouco da realidade de diversos alunos do campus que moram na periferia. Ali elas viram o potencial deles e, em seguida, tiveram a grande ideia. Por fim, juntos trabalharam para o projeto do papel sair do papel.

ALUNOS DO UNASP NO PERIFA LIONS

A princípio, o Perifa Lions era um concurso para levar estudantes da periferia para Cannes, é o que conta Victoria Damiana, aluna de Publicidade do UNASP. Ainda mais, Cannes é a maior premiação do mercado publicitário. Os vencedores ganham bolsas para cursos renomados da área e estágios em grandes agências. “Mas com a pandemia, todos os planos foram modificados, e mesmo assim eu nunca deixei de acompanhar o Perifa”, lembra.

Live do Perifa Lions, com a participação de Larryson Borges (aluno do UNASP) e da publicitária Mariane Goebel.

Logo depois, Victoria participou de diversas mentorias oferecidas pelo projeto. Através disso conheceu profissionais que, segundo ela, forneceram muito conhecimento e aprendizado. Um desses profissionais foi seu mentor, Erick Mendonça. Ele é diretor de criação da Soko, uma das maiores agências do ramo no estado de São Paulo.

A universitária ficou entre os finalistas do Festival do Clube de Criação, junto com Vitória Nogueira. Essa é uma das maiores premiações da área no Brasil. A dupla concorreu na categoria “estudante”.

Do mesmo modo, Vinicius Serafim, que também é aluno da instituição, participou do Perifa Lions desde o início. Ele teve o docente Flávio Salcedo (redator), do UNASP, e Letícia Rodrigues, diretora de arte da agência Wunderman Thompson como mentores.

DA PERIFERIA PARA AS MAIORES AGÊNCIAS DE SÃO PAULO

Além disso, Victoria destaca que construiu um bom portfólio com a ajuda do projeto. Com bons materiais, ela conseguiu uma oportunidade de estágio. “Tive minha primeira experiência como redatora júnior na agência W3haus”, ressalta.

Serafim também teve a chance de começar a trabalhar na agência Cheil Brasil, por causa de seu envolvimento no projeto. Lá ele atuou na área de planejamento estratégico, atendendo a grande marca Samsung. Contudo, no caminho, descobriu que gostava mais da área de criação. O Perifa Lions tem ajudado o aluno ainda mais nessa transição.

O estagiário conta que com o apoio do projeto construiu uma boa rede de contatos. “Comecei a ter conversas com muitas pessoas que já são da criação e dessa forma estou ampliando o networking”, afirma.

IMPACTO SOCIAL

Estudantes de Comunicação durante uma das mentorias do Perifa Lions.

Acima de tudo, o projeto Perifa Lions tem mudado a vida de estudantes de Comunicação. Em outras palavras, as portas finalmente estão sendo abertas para jovens, inclusive do UNASP, que nunca imaginaram um dia sair da periferia e trabalhar numa grande agência.

“Hoje temos o maior número de alunos empregados antes da formatura”, comenta Salcedo, professor do curso de Publicidade e Propaganda, do UNASP campus SP.

Assim como Victoria e Sefarim, diversos alunos tiveram as portas abertas para o mercado publicitário. “É nítido o impacto que o Perifa Lions trouxe e ainda traz à minha vida, e à de todas as pessoas que precisaram desse projeto para conquistar oportunidades”, observa Victoria. Para ela, esse é só o começo de tudo isso, e que o efeito dessa iniciativa não será temporário.

“Não importa em qual situação ou qual área, o Perifa Lions sempre será um amigo que está pronto para nos ajudar a decolar nos nossos sonhos”, garante Serafim. Na opinião dele, o projeto social é o pontapé inicial para uma nova fase do mercado publicitário. “Sinto-me honrado de fazer parte dessa jornada”, confessa o futuro publicitário.