Livre docente fala sobre o papel do educador da Escola Básica

Não Classificado

Escrito por

Redação

Publicado em

02 dez 2014

 

O I Simpósio de Políticas e Práticas de Formação Docente: Contribuições do PARFOR e PIBID realizado pelo Curso de Pedagogia do UNASP-SP  trouxe algumas reflexões sobre a temática com os alunos dos dias 30 de novembro a 2 de dezembro, no UNASP-SP.

O encerramento do evento contou com a presença do Prof. Dr. Marcos T. Masetto, Livre docente aposentado da USP e atualmente professor da PUC-SP.  Ele já publicou 14 livros e tem dezenas de outras publicações. Suas áreas concentradas  de estudo são: aprendizagem, ensino, ensino superior, professor, educação, formação de professores, aula, avaliação, formação de professor , formação pedagógica, metodologias e práticas pedagógicas, docência no ensino superior, docência com profissionalismo, inovação no ensino superior e projetos educacionais inovadores.

Sua palestra abordou o desafio e o papel do educador da escola básica. Ele iniciou sua fala dizendo que ser um educador na escola básica é uma missão. “Ou vamos trabalhar realmente como educadores de uma forma marcante para os alunos e a comunidade onde estamos inseridos, ou passaremos de uma forma insignificante para tantas pessoas”, destacou.

Após esta introdução, de forma didática convidou os presentes a fazer uma reflexão sobre como ser a diferença como educador. Ao destacar o papel da educação frisou que conhecer só por conhecer não vai levar a nada, é preciso conviver e se relacionar para o desenvolvimento completo. No que diz respeito ao desenvolvimento do aluno na escola, alertou para a maneira como a criança vê a escola. “É preciso que a criança entenda que vem para a escola para se descobrir, e nosso desafio é que não façamos o modelo tradicional que só se preocupa com formação e conhecimento. A escola precisa ser o modelo de vida dos jovens onde eles se descubram e possam explodir, desabrochar, onde possam aprende a se conhecer, conviver e se olhar”, frisa.

Para isso destacou a necessidade da escola se inter-relacionar.  “Não devemos ter medo que a educação aconteça fora dos muros da escola. É preciso que ela ocorra também em outros ambientes que permitam as crianças se desenvolverem, e isso inclui visitas a parques, museu, atividades com a comunidade, e outros. É preciso que o educador compreenda o papel da escola inserida no seu meio”, reforçou.

Os participantes do evento sentiram a responsabilidade e a importancia do educador em sala de aula. A professora de educação especial de uma escola em Embú das Artes e aluna de Pedagogia do UNASP-SP, Lídia Ferreira saiu satisfeita com tudo que ouviu e diz ter adquirido muito conhecimento para a sua prática profissional. “Sou educadora há oito anos e o que ouvi hoje na palestra do Prof. Masetto veio de encontro com as minhas necessidades, minhas angústias e preocupações em dar aula. Ao ouvir o palestrante tive inicialmente medo da responsabilidade que temos como pedagogos e educadores, mas o conteúdo apresentado me ajudou a ver alternativas para educar melhor e como ser um bom educador” concluiu ela.

 

Por Rosemeire Braga