Faleceu em Engenheiro Coelho fundador do Bacharelado em Direito do Unasp, Dr. Luiz Cietto

Artigo

Escrito por

Raiane Lívia

Publicado em

16 jul 2019

Crédito imagens

Arquivo

O professor-doutor deixa um legado de grandes feitos e pioneirismo

Uma vida de influência. Essa é a marca deixada pelo Dr. Luiz Cietto. O menino de rua que se tornou um dos mais respeitados acadêmicos faleceu aos 86 anos na manhã da segunda-feira (15) em Engenheiro Coelho, SP. O professor-doutor teve uma carreira exemplar, deixando inúmeros feitos e legado que serão sempre lembrados. A fundação da Faculdade de Enfermagem da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e Hospital das Clínicas da mesma instituição, além da abertura do bacharelado em Direito do Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp) foram algumas das marcas deixadas em sua trajetória.

Homenagem

Professores, amigos e familiares prestaram homenagem ao Dr. Luiz Cietto na manhã de terça-feira (16), no culto fúnebre realizado na Igreja Adventista do Unasp em Engenheiro Coelho. Aqueles que tiveram a oportunidade de prestigiar os seus feitos relembraram o impacto causado por sua história na vida de cada um.

Luiz Cietto foi inspiração para o documentário Opostos lançado pelo Unasp. A produção reconta a história de sua vida.

“Dr. Cietto nos deixa, mas fica o memorial da sua vida para todos nós. Um exemplo de alguém que passou por essa existência mais de 80 anos e não deixou a sua vida em branco, mas escreveu nos livros da história humana uma caminhada de vitória”, destacou Jhimmy Cardoso, pastor da Igreja Adventista.

“Pessoas vivem, alguns sobrevivem, outros inspiram, Dr. Cietto foi uma inspiração. Mas ele começou a vida sobrevivendo como menino de rua na adolescência. Mesmo como sobrevivente inspirou seu amigo Daniel. Ele lutou e superou todos os desafios de uma maneira brilhante. E essas conquistas, foram e continuarão sendo uma inspiração para todos nós”, Williams Costa Junior, líder de comunicação para a Igreja Adventista no mundo.

“Nós do curso de Direito somos aqueles que foram privilegiados por termos Dr. Cietto como um dos nossos coordenadores. Somos muito agradecidos a ele e agora que estamos com a tocha na mão, a frente desse curso, temos que continuar o seu legado. Não apenas o acadêmico, mas um legado de caráter”, salientou Dilson Neto, professor da Faculdade de Direito do Unasp.

Superação

Luiz Cietto nasceu em 16 de fevereiro de 1933 na cidade de Pederneiras, mas viveu parte de sua mocidade em São Carlos, interior de São Paulo. Lá morou com seus pais e mais 8 irmãos. Sua infância foi muito simples, marcada por uma educação rígida que o levou a sair de casa em busca de melhores condições de vida. Ao chegar na capital, passou por diversas adversidades. Morador de rua durante três anos e sem muitas perspectivas, trilhou uma comovente história de superação.

O jovem morador de rua deu a volta por cima. Com esforço e perseverança conseguiu estudar e lecionar em centros educacionais de excelência como a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade de São Paulo (USP), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp), Universidade da Bologna (Itália) e Columbia University (EUA).

Dr. Cietto colecionou uma lista de títulos. Entre eles, Graduação em Direito e Enfermagem pela USP; professor titular da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp; professor visitante da universidade de Columbia (EUA); pós-doutor em Direito Sanitário pela USP e Universidade de Bologna (Itália); Graduação e Mestrado em Teologia pelo Centro Universitário Adventista de São Paulo.

História de cinema

Dr. Cietto ao lado de seu amigo Daniel, um dos protagonistas da história contada no documentário “Opostos”. Os dois se conheceram nas ruas e construíram uma história de vida exemplar.

A história de Luiz Cietto protagonizou o documentário “Opostos” fruto do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) de alunos da graduação em Comunicação Social do Centro Universitário Adventista de São Paulo, campus Engenheiro Coelho, produzido em 2009. A produção ganhou uma nova versão lançada a nível mundial em 2017. O longa foi reproduzido em outros 7 países da América do Sul, nos Estados Unidos e Europa com mais de 400 mil cópias vendidas.

O roteiro de 45 minutos narra a trajetória do Dr. Cietto, com um constante paralelo entre a infância desamparada e sem projeção do protagonista e o sucesso alcançado na carreira acadêmica.

Autobiografia

O professor-doutor é autor do livro “Fé é a Vitória” publicado pela editora Unaspresss do Centro Universitário Adventista de São Paulo, em 2017. Que conta a história de sua vida de forma completa e detalhada.