Alunos de Jornalismo produzem Vídeo Documentário sobre Cultura Indígena

Cultura e Ciência

Escrito por

Raiane Lívia

Publicado em

27 nov 2018

Crédito imagens

Raiane Lívia

O documentário abriu a semana de apresentações dos TCCs da faculdade de Jornalismo

O Brasil é um país que se destaca por ser composto por uma cultura diferenciada. A miscigenação de vários povos tornou a nação brasileira rica em diversidade e ao mesmo tempo única. No berço das origens do Brasil estão os povos indígenas, os primeiros a povoarem este vasto território Tupiniquim.

Os alunos da faculdade de jornalismo do Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp), campus Engenheiro Coelho escolheram a temática sobre os povos indígenas para trabalharem dentro do seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

O trabalho consistiu em um vídeo documentário que apresenta a cultura desses povos de forma diferente do que ela é retratada na sociedade. Para o aluno Kennedy Nunes, o trabalho teve o comprometimento de quebrar com visões estereotipadas que as pessoas têm sobre os índios. “Nós quisemos mostrar nesse projeto que os povos indígenas são importantes para a nação brasileira como um todo. O objetivo foi fazer com que a sociedade os conheça como pessoas inteligentes, que conseguem contribuir para a cultura brasileira. Não são preguiçosos como muitos imaginam eles têm a cultura deles”, explica.

Os números não negam a grande representatividade de índios existentes no Brasil. Atualmente eles já somam uma quantidade de 817 mil em todo o território nacional. O pensamento de muitas pessoas pode ser de pessoas totalmente aculturadas, sem educação e nenhum senso de civilidade, mas durante a produção do documentário eles encontram índios que já fazem parte da academia como pesquisadores e profissionais inseridos no mercado de trabalho levando conhecimento para dentro de suas tribos. “Nós queríamos mostrar para a população brasileira que os povos indígenas assim como qualquer povo da nação brasileira eles não são inferiores a ninguém. Eles podem ser médicos, advogados, professores, são pessoas comuns”, afirma Kennedy.

O desafio de se trabalhar em grupo no TCC é a sincronia de ideias e a facilidade em ceder para que o trabalho flua e tenha sucesso. “É extremamente importante que a pessoa saiba trabalhar em grupo, independente de tamanho, se for três, ou quatro. Você aprende muito com as outras pessoas, mas de qualquer forma é um desafio. E se for bem trabalhado sai todo mundo ganhando”, completa Gleyston Max.

A sensação pós projeto concluído é de alívio e dever cumprido. Agora o mercado de trabalha os espera prontos para novos desafios que vão surgir. “É bacana estar se formando. A gente já fica olhando nos corredores da faculdade e pensando: poxa, está acabando. Já bate a saudade. Eu vou levar do Unasp grandes experiências, aqui realmente eu cresci e agora é batalhar para crescer e ter um espaço no mercado de trabalho”, conclui Kennedy.