Alunos de Gastronomia criam cardápios e menus degustação

Acontece no Unasp

Escrito por

Aira Annoroso

Publicado em

30 nov 2020

Seguindo todos os protocolos de segurança, o UNASP retomou as aulas práticas presenciais dos cursos de Graduação, em outubro.

Para quem gosta de cozinhar, o curso de Gastronomia é uma opção de graduação com diversas aulas práticas. A princípio, no período em que o curso esteve 100% online (devido à pandemia), os alunos praticaram em suas casas. Contudo, com o retorno gradativo das aulas presenciais, eles puderam voltar ao laboratório de técnica dietética da instituição e colocar a “mão na massa”.

De acordo com a coordenadora do curso de Gastronomia, Ma. Evellin Müller, o retorno das aulas práticas foi muito importante, apesar do estudante não ter tido nenhum prejuízo no que diz respeito à aprendizagem. “Os professores se reinventaram. Eles fizeram demonstrações práticas online, incentivando os alunos a realizarem as preparações em suas casas. Acompanharam simultaneamente as dúvidas e procedimentos”, afirma.

DE VOLTA AO LABORATÓRIO

Com a finalidade de unir o conhecimento adquirido em todas as disciplinas do semestre, os estudantes participaram do Projeto Integrador, proposto pelos professores. Para realizar o trabalho, a turma foi dividida em grupos, onde cada equipe precisou desenvolver um cardápio e apresentar um menu degustação, com direito à banca de jurados.

Aluna Leila Pistolato, chef do Alternativa Bistrô, apresentando o cardápio criado pelo seu grupo.

Mas nem só de aulas práticas vivem os alunos de Gastronomia. Antes de ir para o laboratório, eles prepararam a ficha técnica detalhada dos pratos que seriam apresentados aos jurados. Além disso, fizeram um estudo de mercado, propondo um tipo de restaurante para atender o cardápio, valores dos pratos e do lucro que cada menu degustação teria.

Antes de tudo, Evellin explica que para a realização do projeto, é importante que os alunos de Gastronomia tenham a base teórica. “Eles precisam dominar as técnicas dietéticas e de conservação, as tecnologias de alimentos e análise sensorial”, acrescenta.

PREPARAÇÃO DE QUALIDADE PARA O MERCADO DE TRABALHO

Prato criado pelos alunos de Gastronomia do UNASP, para apresentar o menu degustação.

A aluna Grasiele Hinschink confessa que realizar o Projeto Integrador de Gastronomia rendeu bastante emoção, incluindo alegria e nervosismo. Em outras palavras, ela entende que a prática desse projeto é o que o mercado de trabalho espera. “O fato de aprendermos a criar uma empresa do zero, em cada detalhe, incluindo a planta, cardápio, custo, venda, margem de lucro, é uma experiência para encorajar a colocar em prática tudo que aprendemos”, ressalta.

Dessa forma o estudante de Gastronomia é estimulado a se dedicar ao máximo na execução dos trabalhos na graduação. “A gente passa aperto para dar o nosso melhor, mas sabemos que isso é necessário, pois o mercado de trabalho e a concorrência lá fora exigem profissionais cada vez mais capacitados”, conclui a futura gastróloga.