Blog do Unasp

Trabalhos científicos: conheça 3 formatos e a maneira correta de fazê-los

Os trabalhos científicos fazem parte do universo acadêmico e com certeza, durante sua vida, você irá fazer pelo menos 3 deles. Saiba quais são e descubra a maneira correta de fazê-los!

Quando no referimos à trabalhos científicos no meio acadêmico, estamos falando da estrutura educacional e de pesquisa, que abrange desde a escola básica, passando pela graduação e as áreas pós-graduação, seja especialização, mestrado, doutorado ou cursos técnicos. São trabalhos muito importantes e que devem ser valorizados. Afinal, eles fomentam o saber e influenciam diretamente em mudanças sociais, econômicas, políticas e mais em uma infinidade de áreas. 

Leia também:Artigos científicos: guia sobre como e onde publicar os seus artigos.

De fato, o trabalho científico é um dos instrumentos mais completos para comunicar e disseminar novos conhecimentos e descobertas no universo acadêmico. São muitos conteúdos publicados todos os anos. Sendo assim, tornar-se necessário padronizar o tipo de formatação a fim de facilitar a comunicação entre pesquisadores, professores e alunos.

Como funcionam os trabalhos científicos?

Durante a vida acadêmica, passamos por momentos que é necessário realizar algum tipo de trabalho científico. Na verdade, ele não é qualquer trabalho, mas também apresenta as etapas de um estudo realizado, de maneira simples, direta e objetiva. Então esteja preparado, cedo ou tarde você vai se deparar com a necessidade de escrever um artigo.

Para ser considerado científico, esses artigos devem representar uma investigação executada com um método científico e submetida ao exame de um corpo de pesquisadores da área, que irá testar e conferir as informações, a metodologia, os resultados e/ou as conclusões alcançadas. Resumindo, você terá que comprovar sua tese por meios científicos.

Além disso, os trabalhos científicos podem ser publicados em revistas científicas especializadas nas diferentes áreas do conhecimento, dirigidas para um público definido, interessado e iniciado nos termos, terminologias e conceitos próprios de um dado campo de estudo.

Daí que surge a necessidade de seguir a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Afinal, é essa associação que especifica os princípios gerais para a elaboração de trabalhos acadêmicos como teses, dissertações e mais, visando sua apresentação à instituição, na banca, comissão examinadora de professores, especialistas designados, entre outros.

Portanto lembre-se, para ser um artigo científico também é preciso seguir as regras da ABNT, no que diz à elaboração do trabalho.

Agora que você compreendeu um pouco mais sobre o que são artigos científicos e suas principais características; vamos ver abaixo quais são os 3 tipos de trabalhos científicos mais comuns que você pode encontrar pela frente.

1 – Artigo Científico

Para alguns estudiosos, a melhor definição para um artigo científico é: parte de uma publicação com autoria própria e declarada que apresenta e discute ideias, métodos, técnicas, processos e resultados nas mais diversas áreas do conhecimento humano.

Além disso, os artigos científicos podem ser separados em dois tipos, segundo a NBR 6022 da ABNT: artigos de revisão e os artigos originais.

Os artigos de revisão são parte de uma publicação que resume e discute informações já publicadas, mas levantando hipóteses, apontando pontos de vista e analisando as citações. Por outro lado, o artigo original, é parte de uma publicação que apresenta temas ou abordagens originais, criadas pelo autor, suas hipóteses e ideias.

Geralmente, a elaboração de um artigo científico é feita durante os anos iniciais da faculdade.

2 – Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) ou Monografia

Ao final de todo curso de graduação, os alunos apresentam suas monografias ou trabalhos/projetos de TCC. Essa é uma forma de colocar em prática e consolidar os conhecimentos adquiridos naquela área durante os últimos anos de estudo.

O famoso TCC assusta muita gente, mas ele não precisa ser temido. Afinal esse é um trabalho científico muito importante e grande divisor de águas na conclusão do curso. Dessa forma, as instituições de ensino têm reservado carga horária maior para orientação dos alunos e realização dessa atividade de pesquisa.

Após a apresentação final e defesa de seu TCC a uma banca examinadora (geralmente composta por professores, profissionais do mercado e especialistas), os alunos entram na fase de aprovação. Caso, aprovado, será a hora de agradecer a mais uma etapa cumprida e retirar o sonhado diploma.

Está gostando dos conteúdos?

Então, assine a newsletter e receba todas as novidade direto no seu e-mail!

Valeu por se inscrever! Em breve mandaremos as novidades do blog!
Ocorreu um erro interno neste formulário! Por favor, entre em contato com o responsável pelo site!

3 – Resumo científico

Em certas ocasiões, os professores vão pedir algum resumo sobre obras, livros e até filmes. O resumo é o trabalho científico que traz, de acordo com a NBR 6028 da ABNT, a apresentação concisa dos pontos relevantes de um assunto colocado em pauta.

Na área acadêmica, é comum vermos os resumos como elemento pré-textual obrigatório dos artigos científicos. Este é o chamado resumo simples. Ou seja, no resumo simples, você deve destacar os principais objetivos, métodos empregados, resultados e conclusões, permitindo que o leitor opte por ler ou não aquele texto na íntegra.

Além disso, os resumos podem ser críticos (quando são redigidos por especialistas), indicativos (baseiam-se na obra original e indicam elementos-chave dela) ou informativos (trabalham com mais informação).

Há ainda o resumo expandido, que é mais extenso e estabelece comparações com conteúdos de outros autores.

Qual a maneira certa de fazê-los?

Todo trabalho científico precisa ser orientado pelo professor. Cada um tem sua especificidade e é através da produção em conjunto que o orientador é que a pesquisa ganha forma. Por isso, é necessário, antes de tudo, que o roteiro de pesquisa seja alinhado no início.

Dessa forma, algumas atitudes poderão fazer a diferença na hora de realizar o trabalho científico. E apesar de parecer uma tarefa simples, sabemos que nem sempre colocar todas as ideias no papel, de forma organizada e sucinta, é uma atividade fácil.

Se organize!

Comece planejando seus dias e horários de estudo, assim como separando o conteúdo. O ideal é que consiga um local silencioso e propício para a pesquisa. Sendo assim, você desenvolve toda a concentração necessária para escrever o seu trabalho.

Além disso, busque anotar suas dúvidas; fazer listas de ideias e assuntos que queira abordar e utilize recursos como post-its para lembrar-lhe do que precisa pesquisar.

Estruture seu texto e trabalhe com clareza

Um bom trabalho escrito é reflexo de uma boa pesquisa, por isso, priorize suas ideias, conteúdos e coloque as informações da melhor forma possível. Algumas dicas são:

Substitua ordem indireta por ordem direta; Prefira o específico ao geral; Remova palavras e frases desnecessárias; Exemplifique sempre que possível; Escreva frases curtas, mas sem perder a coesão e Evite o uso de abreviações.

Além disso, lembre-se da estrutura do texto e dos parágrafos: ele deve ser composto de:

Introdução: período (ou períodos) que expressa de maneira sucinta a ideia-núcleo do parágrafo, chamado de tópico frasal.

Desenvolvimento: explicação do ideia-núcleo, do tópico frasal.

Conclusão: nem sempre é utilizado, mas costuma aparecer nos parágrafos curtos ou cujas ideias são simples.

Assim como as qualidades deles:

Unidade: ideia principal no parágrafo. É importante tentar abordar um único tema por parágrafo, sempre lembrando de retirar aquilo que não considere importante ou essencial.

Coerência: coloque sempre as ideias na ordem adequada ao objetivo de comunicação da mensagem, interligando-as de forma adequada. Faça a devida “costura” entre as ideias.

Ênfase: para dar relevância às ideias, pense sempre na ordem da colocação das palavras na frase, pois este é um dos processos mais eficazes para destacar aquilo que se deseja.

Algumas das informações contidas neste post, fazem parte do Even3 Blog.

Quer fazer um bom trabalho científico?

Então, não deixe de se empenhar. Dúvidas surgirão, mas nada como dedicar-se a entender melhor sobre os artigos científicos em posts, como esse, livros e claro, com o auxílio de orientadores.

Desejamos a todos bons estudos!

Até a próxima!

Ei, não vá embora sem assinar a nossa newsletter!

É só colocar seu e-mail aqui em baixo para receber os melhores conteúdos do blog.

Valeu por se inscrever! Em breve mandaremos as novidades do blog!
Ocorreu um erro interno neste formulário! Por favor, entre em contato com o responsável pelo site!

Veja também

Gostando dos conteúdos?

Receba as atualizações no seu e-mail! Insira seu endereço ao lado e não perca as novidades.

Obrigado por se inscrever! Em breve você receberá nossas atualizações no seu e-mail!
Ocorreu um erro interno neste formulário! Por favor, entre em contato com o responsável pelo site!