Tradutor e Intérprete aparece entre as profissões mais promissoras em 2014

Não Classificado

Escrito por

Redação

Publicado em

07 maio 2014

Atualmente o Brasil tem se projetado para o resto do mundo de forma nunca ocorrida no passado. Segundo a Exame, revista especializada no segmento de negócios, a profissão de Tradutor e Intérprete foi considerada a 11ª mais promissora, dentre 40 profissões avaliadas por consultorias de recrutamento. A prática profissional da tradução e interpretação deve atingir seu pico em 2014, devido a Copa do Mundo e eventos paralelos, de acordo com a Associação Profissional de Intérpretes de Conferência (APIC).  Grande parte dos eventos internacionais está sendo sediado pela potência latino-americana, momento que demanda o serviço de tradução simultânea, uma das atividades desenvolvidas por profissionais que fazem a faculdade de Tradutor e Intérprete. Hoje em dia, o país ocupa o sétimo lugar no ranking da Associação Internacional de Congressos e Convenções (AICC).

O curso tem duração de quatro anos,e forma profissionais habilitados para atuarem agências de publicidade, empresas estrangeiras, laboratórios de dublagem e legendagem de filmes e vídeos, pesquisa, entre outros. Também está habilitado a prestar serviços de assessoria e consultoria linguística em diversos setores, departamentos de empresas privadas e públicas, e também revisar, organizar e traduzir textos em editoras e empresas jornalísticas, além de lecionar em escolas ou cursos de idiomas.

Segundo o coordenador do curso de Tradutor e Intérprete do Unasp-EC, Milton Torres, o mercado de trabalho é acirrado. E, por essa razão, a instituição se preocupa em preparar os estudantes para o desafio. “Gosto de exigir bastante dos nossos alunos durante os quatro anos do curso, pois o mercado nesta área é muito competitivo. Temos 10 alunos formados aqui que trabalham na IBM, que é uma empresa muito conceituada na área de TI”, informa. O coordenador ainda comenta que o centro universitário oferece laboratórios de tradução simultânea e promove viagens à feiras internacionais e congressos para os alunos dos dois últimos anos.

O recém-formado em Tradutor e Intérprete encontra um mercado bem aquecido.Existe uma demanda crescente por profissionais para a tradução de websites, de contratos e documentos de diferentes áreas de conhecimento. O salário inicial é de 2 mil reais. Outro segmento que deve expandir é o de tradução simultânea, principalmente, devido à projeção brasileira numa dimensão mundial. E, neste caso, o profissional que domina mais de um idioma estará em vantagem.

Hellem Ferreira, tradutora formada pelo Unasp-EC, trabalha há dois anos na empresa de tradução para tecnologia da informação, Accent Brasil, em Campinas. Ela explica que o conhecimento de dois ou mais idiomas é fundamental para quem quer ingressar nesta área. “A minha área específica é a de tradução técnica de TI, o que envolve praticamente tudo sobre programas, aplicativos, softwares, hardwares, atualizações de programas, liberações de aplicativos, enfim, tudo o que envolve tecnologia. Mas há também várias outras linhas de trabalho que o profissional pode seguir”, afirma. Um exemplo é o setor médicoe farmacêutico, no qual é necessário ter um conhecimento mais aprofundado.

De acordo com a revista Guia do Estudante, o profissional dessa área precisa também ter um conhecimento dos costumes, tradições e culturas dos povos estrangeiros. Isso facilita o domínio sobre o vocabulário, a gramática, as gírias e as expressões coloquiais. Mas para tal, é extremamente importante que ela conheça tão bem o português quanto os outros idiomas.