Simpósio aborda relevância da música em igrejas

Acontece no Unasp

Escrito por

Eliandra Zanquetta

Publicado em

01 abr 2019

Crédito imagens

Eliandra Zanquetta

Encontro reuniu especialistas, pesquisadores e músicos. Entre os convidados estava a diretora do Departamento de Música da universidade americana Andrews University, Adriana Perera

O Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp), campus Engenheiro Coelho, recebeu durante os dias 29 e 30 de março, o I Simpósio de Liderança em Música e Adoração, com a participação de 500 músicos, estudante e pesquisadores. O encontro contou com palestras da diretora do Departamento de Música da universidade americana Andrews University, Adriana Perera e outros especialistas que apresentaram contextualizações culturais e bíblicas sobre a música.

A necessidade de ampliar o conhecimento da atuação dos profissionais de música em organizações religiosas foi a motivação para a primeira edição do Simpósio de Liderança em Música e Adoração, idealizado pela sede da mantenedora do Unasp em Campinas (Apac), Faculdade de Música e Escola de Artes do Unasp.

Para o seminário principal, foi convidada a diretora do Departamento de Música na Andrews University, Adriana Perera. Ela abordou temas como “A importância da voz”, “Percussão instrumental e corporal”, “Música e Adoração na Bíblia” e “Contextos históricos e Cultura”. O repertório musical contou com a participação dos grupos Novo Tom, Coral Universitário, Academia da Voz, Quarteto de Cordas e Orquestra.

Participantes
A novidade atraiu universitários da Faculdade de Música do Unasp. A busca pela quebra do paradigma musical despertou o interesse na estudante Libna Ruama. “Me chamou a atenção como a evolução era constante no meio adventista do século XIX e atualmente ficamos fixados a um padrão musical”, comentou.

O interesse pelo tema fez o músico Luiz Felipe da Cruz viajar mais de 600 quilômetros em busca de novidade. “É um tema pelo qual eu tenho muita curiosidade e quis vir para adquirir mais conhecimento”, afirmou.

Oficinas
O evento contou oito oficinas para aprofundamento do tema. Ao declarar a importância do projeto, Daniel Gaspar, um dos organizadores, afirmou que “todos os participantes se beneficiam pelo aprendizado teórico e prático na área musical e espiritual”. Segundo ele, “Será útil para todas as pessoas, pois o que ensinamos não é apenas para se manter dentro da faculdade, é um conhecimento para toda vida”, acrescenta.

Para a líder de louvor da Igreja Adventista do Sétimo Dia na cidade de Barretos (SP), Balbina de Oliveira, as oficinas deram uma ideia prática sobre a atuação. “As oficinas foram bem criativas e aplicadas a atuação cotidiana do nosso trabalho. Aliás, o encontro foi muito produtivo com muitas novidades”, disse.

O Unasp é reconhecido como referência em ensino musical, com a Faculdade de Música avaliada com nota 5 (nota máxima na escala de 0 a 5) pelo Ministério da Educação e por suas produções musicais, envolvendo grupos, corais, orquestras e uma Escola de Artes.