Rotina agitada e preocupações ocupam o dia a dia dos formandos

Não Classificado

Escrito por

Redação

Publicado em

03 set 2014

Estar no último ano da faculdade traz uma sensação de alívio, levando em consideração que logo depois vem formatura e a “vida de adulto”. Mas, terminar esse ano pode ser um tanto movimentado. É isso o que contam os alunos que lidam com Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), estágio, aulas e ainda a ansiedade da formatura.

A rotina, que mudou de um ano para o outro radicalmente, é o primeiro item destacado pelos alunos. Jéssica Abreu está concluindo o curso de Letras (ênfase em Português) e conta sua rotina. “De duas a três vezes por semana, me reúno com o grupo para fazermos o TCC, duas vezes por semana faço estágio na Escola Básica do Unasp-EC, nas aulas vagas da noite estamos tendo aulas adicionais para o Enade e no domingo dou aulas de produção de texto para horas de estágio. Tudo isso sem diminuir o ritmo da faculdade”, descreve. Renan Freitas, que está no último ano de Jornalismo, conta que o estágio na rádio CBN lhe toma a maior parte do tempo.

O TCC também causa preocupação entre os formandos. “Meu estudo está alocado na disciplina jurídica de direito do trabalho. Ele me ocupa tempo considerável, em vista de ser uma monografia que exige algumas habilidades como capacidade de pesquisa, de organizar as argumentações, escrita técnica e em acordo com os padrões científicos”, conta Bruno Salviano, aluno do último ano de Direito.

Já para Renan é um pouco diferente. No curso de Jornalismo, existe a alternativa de se fazer um Projeto Experimental, que demanda a mesma preocupação que uma monografia. “Estou produzindo um vídeo documentário. Minha rotina, atualmente, se estende às entrevistas em São Paulo. Nós do grupo não queremos entregar, no final, apenas um produto para sermos aprovados e sim para satisfazer aqueles que gostam do tema abordado. O tempo que utilizamos na execução do projeto é gradativo, um jogo de espera. Muitos dias ficamos tranquilos, já em outros corremos contra o tempo”, explica.

Para dar conta de tudo isso é necessário muita organização, que também ajuda na vida profissional depois da formatura. “É preciso ter equilíbrio, disposição e organização para percorrer com êxito os desafios propostos”, ressalta Bruno. “Não se pode misturar as coisas, caso contrário vira uma bagunça. Acho que a melhor forma de um trabalho ser bem feito é saber organizar o tempo e intensidade com a qual você propicia a cada uma de suas atividades diárias”, completa Renan.

Mesmo com todas as atividades do estágio, a rotina agitada e as preocupações com o TCC, os alunos guardam alguns sentimentos. “Meu maior temor, como todo graduando, é se conseguirei emprego”, assumi o aluno de Jornalismo. Já Jéssica não pensa assim. “Sei que sempre terá emprego para professor, mas tenho medo de não estar preparada para a vida profissional, quando não tiver o professor me ajudando e tirando as dúvidas”, confessa.