Conheça a relação de Gênesis com a literatura Egípcia

Acontece no Unasp

Escrito por

Thaís Fowler

Publicado em

19 nov 2019

Crédito imagens

Thamires Mattos

Na palestra o professor Rodrigo Silva apresentou evidências dos textos bíblicos comparada com a literatura egípsia

O Gêneses e a Literatura do Antigo Egito foi o tema da palestra do arqueólogo Rodrigo Silva no I Simpósio de Ciências das Origens do Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp), campus Engenheiro Coelho, que aconteceu neste domingo. A palestra comparou o livro bíblico de Gêneses com a literatura egípcia e explicou como dentro de toda cultura do mundo, mesmo as não cristãs, existe uma ideia relacionada a Gêneses.

Para o professor, doutor Rodrigo Silva, os textos bíblicos também devem ter o seu lugar nos congressos criacionistas. “Pode-se ocorrer o erro de achar que um congresso de criacionismo só tem que ouvir as evidências biológicas de um criador, design inteligente, o dilúvio, o que as placas tectônicas podem dizer ou não dizer, o que são temas válidos, extraordinários e importantíssimos, mas não são os únicos”, afirma.

A oportunidade de estudar textos bíblicos no simpósio chamou a atenção dos ouvintes. “Foi muito enriquecedor, uma experiência para fortalecer os conceitos que nós temos sobre criacionismo e isso ajuda muito na construção de nossa fé. É interessante como podemos encontrar sustento no literário antigo, em Gêneses”, compartilha o ouvinte Santiago Ramirez Lopez.

A iniciativa do Unasp em realizar o I Simpósio de Ciências das Origens trouxe não apenas geólogos, biólogos, mas também teólogos e arqueólogos para falarem sobre a relação dos textos bíblicos com a ciência.