Iniciativa do V Encontro de Iniciação Científica irá presentear crianças carentes

Impacto Social

Escrito por

Glória Barreto

Publicado em

14 nov 2017

Crédito imagens

Dila Piter

 

Este ano estudantes de pós-graduação deram preferência aos pôsteres de papel, para causar menor dano ambiental.

Estudantes de pós-graduação resolveram substituir os banners de lona ao apresentar suas pesquisas,  por versões em papel, no V Encontro Anual de Iniciação Científica (ENAIC), que aconteceu no Unasp Hortolândia, durante a manhã do último domingo (12).  A iniciativa, além de colaborar com a preservação da natureza, economizou aproximadamente 2 mil reais, que serão utilizados para comprar brinquedos de natal a serem entregues para orfanatos da região.

Esse ano o ENAIC  do Unasp Hortolândia contou com a apresentação de 207 pesquisas inéditas e com a presença de 638 participantes inscritos. O evento que está em sua quinta edição, envolve estudantes da graduação e pós-graduação e tem aumentado sua popularidade anualmente. O diretor geral do campus, Léllio Léllis  explicou a importância do evento. “Para qualquer instituição universitária, um evento como este de iniciação científica, é essencial. Ele prepara o aluno para ser um pesquisador, um cientista e melhora sua performance, porque alia a prática e a teoria”, informou o diretor.

Mais de 600 inscritos movimentaram a exposição de trabalhos no V ENAIC do Unasp-Ht.

“Uma universidade não funciona se não estiver o tempo todo questionando”, destacou o diretor da pós-graduação, Eli Prates. Para o diretor, o “clima” que toma conta do campus durante as apresentações, garante um ambiente propício para o aprendizado. “A pergunta é o que impulsiona o conhecimento. Esse som de pessoas falando é o som do diálogo, são pessoas defendendo aquilo que elas pesquisaram, mostrando umas para as outras a efervescência do conhecimento”, evidenciou Prates.

Aplicação prática da pesquisa

Se para alguns a pesquisa é a busca por respostas, para outros, é uma oportunidade de colocar em prática seus novos conhecimentos. Esse foi o caso de Henrique Torete, que ao cursar o MBA de Gestão de pessoas e liderança, no Unasp Hortolândia, resolveu aplicar seus novos conhecimentos, na empresa em que atua como gerente. Ele conta que apresentou começou realizando pequenas mudanças na empresa, que refletiram diretamente na qualidade de vida dos funcionários.

“Em pouco tempo sentimos nossos funcionários mais envolvidos com a empresa. Como resultados obtivemos resultados: tanto na diminuição no número de atestados, quanto no aumento no nível de produtividade. Tudo sem mexer em ferramentas de trabalho, apenas integrando os funcionários nos projetos da empresa”, declarou Torete.

Pesquisas premiadas

Para incentivar a participação dos estudantes, bem como sua criatividade na realização das pesquisas, o ENAIC também premia os melhores trabalhos da graduação e pós-graduação, em duas categorias: apresentação oral e apresentação do pôster. A premiação este ano contemplou 8 pesquisas, e os valores entregues que variaram entre 400 à 1.200 reais.

A estudante de Michelly Mouco e sua equipe receberam o prêmio de melhor trabalho de graduação, na categoria de apresentação oral, com o tema: A importância da contabilidade de curtos associada a tecnologia em micro e pequenas empresas no município de Hortolândia. “Fizemos a pesquisa com 175 empresas e fomos pessoalmente em cada uma delas.  Conseguimos identificar que elas estão em déficit no conhecimento da contabilidade de custos, o que pode ser um agravante para que elas entrem em falência”, detalhou Michele.

Sobre o prêmio de 1.200 reais recebido para dividir com mais duas colegas, Michelly acrescentou: “ganhar o prêmio é muito gratificante. Durante o processo passamos por etapas que as vezes foram desanimadoras. Mas, com o passar do tempo, o conhecimento adquirido e este reconhecimento por nosso esforço, fazem tudo valer a pena”.