Incentivo a iniciação científica é um dos projetos do Conselho Científico do Unasp Ht

Cultura e Ciência

Escrito por

Glória Barreto

Publicado em

18 abr 2019

Nesta quinta, 17 de abril, o Conselho Científico do Unasp Hortolândia se reuniu com professores e alunos convidados, para tratar dos projetos que irão direcionar a pesquisa do campus nos próximos anos. Em 2019 as ações do Conselho estão direcionadas para duas grandes áreas: uma que irá realizar pesquisas sobre métodos e estratégias de aprendizagem voltados para a excelência acadêmica; e outra voltada para a iniciação científica.

Segundo a diretora da graduação, Suzete Maia, o objetivo é que todos os docentes estejam envolvidos em uma das áreas.  “Nós temos o grupo de pesquisa sobre Estratégias de Aprendizagem, liderado pela professora Selma Fonseca e o outro de Iniciação Científica, coordenado pelo professor Charles Lopes. Desta forma, nossos professores podem escolher em qual grupo querem participar, segundo a área de interesse ou afinidade”, explica a gestora.

Neste segundo encontro do Conselho Científico em 2019, um dos convidados a se apresentar foi o professor Luan Oenning Col, doutorando em educação física, que falou sobre sua pesquisa e reiterou a importância da iniciação científica desde os primeiros anos da graduação.

Oenning conta que construiu sua história acadêmica a partir de um grupo de iniciação científica, enquanto era apenas um estudante do curso de educação física .  “Eu procurei um grupo de estudos para poder me aprofundar em assuntos do meu interesse. Desenvolvi um trabalho na própria iniciação científica, eu fui me interessando mais a mais pela pesquisa, fiz o mestrado e agora estou no doutorado. Penso que se a pesquisa científica não tivesse me despertado interesse, eu não teria condições de entender o quadro geral da pesquisa, eu não teria conseguido seguir uma área acadêmica”, relata o doutorando.

Introduzir o gosto pela pesquisa nos primeiros anos da graduação e identificar os alunos que tenham gosto pelos trabalhos científicos é uma das metas do grupo de Iniciação Científica liderado pelo professor Charles Lopes.

“Queremos fomentar o gosto de ‘quero mais’ nos alunos, fazer com que eles entendam o raciocínio científico e desenvolvam o raciocínio lógico nos alunos de graduação. Eu costumo falar para os alunos, “você quer elaborar um projeto, então qual é sua dúvida?”.  Uma boa pesquisa parte de uma boa pergunta ou de uma boa dúvida, então nós em sala de aula podemos incentivar que eles façam perguntas, porque elas são fundamentais para o surgimento de novos projetos”, informou Lopes.

O Unasp Hortolândia conta com diversos grupos e linhas de pesquisas que estão atrelados aos cursos de graduação que o campus oferece. Os alunos interessados em viver uma experiência acadêmica na pesquisa científica, deve procurar o coordenador de seu curso para que juntos possam identificar a linha de pesquisa e o grupo que o docente poderá ingressar.