Estudantes de Música do UNASP desenvolvem podcast didático para escola pública

Acontece no Unasp

Escrito por

Isabela Vitória e Mariana Santos/ Edição: Theillyson Lima

Publicado em

01 set 2021

Crédito imagens

Fellype Willyam

Cartaz do podcast didático Musicontos

Quem não se lembra de ter aprendido o conteúdo da escola com músicas ou programas infantis? Pois é, os alunos do terceiro ano da escola EMEF Eliza Franco, de Engenheiro Coelho, receberão o MUSICONTOS, um podcast didático desenvolvido pelos estudantes da Licenciatura em Música do UNASP, campus Engenheiro Coelho.

Todos os anos, em parceria com o PIBID – Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência – e o CAPES – Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – o UNASP desenvolve atividades nas escolas de Engenheiro Coelho. Para o curso de música, o destaque dentro das iniciativas é a musicalização infantil.

Em contextos mais favoráveis, as aulas propostas pelos universitários aconteceriam presencialmente. Porém, devido à pandemia, a distância se tornou parte do desafio.

“Esse ano quando começamos o PIBID, a gente achou até que nem ia seguir porque logo que iniciou fechou a escola (…) E por sorte, por previdência eu acho, né? O nosso projeto já era Educomunicativo”, explica a professora. Ellen Stencel, coordenadora do projeto.

Segundo Agustina, aluna e diretora de produção, o contexto das crianças precisa ser considerado na hora de escolher o formato das aulas. O podcast foi a alternativa que melhor se encaixou com os objetivos dos estudantes. Muitos alunos não têm celular em casa ou dependem do celular dos pais, por isso é necessário que o conteúdo seja prático e ocupe pouco espaço de armazenamento.

O processo de produção

Apesar de ser compatível com o planejamento, o formato de podcast era novidade até para as professoras orientadoras. O processo de produção técnica foi estudado pela equipe, que incluiu convidados com mais experiência na área para entender as necessidades do projeto.

O resultado de toda a pesquisa e preparação pode ser observado em detalhes do podcast como os sons do ambiente que transportam os ouvintes para dentro da história.

Além do produto principal, o caráter lúdico de toda a produção também é observado na apostila preparada como material didático. As atividades reforçam o aprendizado dos alunos por meio de brincadeiras, tirinhas, e tarefas que remetem aos episódios do podcast.

A interdisciplinaridade do conteúdo uniu geografia, português e história ao ensino de música. Nos episódios, o bordão repetido indica o momento da história em que o aprendizado acontece: “Agora pra começar uma história pra animar, em outro mundo vamos entrar, vamos todos imaginar”.

A frase pertence à professora Camila, personagem responsável por guiar Bia, Max e Gabriel por aventuras que não são limitadas nem ao tempo nem ao espaço. Crisely, universitária que interpreta a voz da professora, fala sobre as expectativas que tem sobre o projeto: “eu espero que as crianças escutem a minha voz no podcast e sintam como eu falo, aquele carinho que uma professora teria com elas de estar ensinando e falando realmente coisas essenciais pra vida delas”, explica.

O lançamento oficial nas plataformas de streaming é na quarta-feira, 1 de setembro, mas as professoras Gislene Oliveira e Girlany Vieira presenciaram a primeira apresentação pública do podcast na pré-estreia que aconteceu no dia 26 de agosto. As orientadoras, que lecionam na rede pública, explicam que é a primeira vez que um projeto desse tipo chega à escola. “Eu fiquei encantada e isso acontece pois os alunos todos estão envolvidos, isso é maravilhoso”, disse Gislene após o fim da apresentação do projeto MUSICONTOS.

Cartaz do podcast didático Musicontos
Alunos e professores envolvidos no podcast