Congresso apresenta raridades arqueológicas

Acontece no Unasp

Escrito por

Assessoria de Imprensa

Publicado em

13 out 2017

Exposição aberta ao público apresenta sarcófagos, artefatos originais e replicas de peças raras israelitas, canaanitas, sumerianas, persas, babilônicas, egípcias, gregas e romanas. 

Os Manuscritos do Mar Morto foram descobertos há mais de sete décadas e ainda despertam o interesse popular pelo conteúdo escrito há mais de dois mil anos. Uma réplica está exposta juntamente com outras 70 peças inéditas no Museu de Arqueologia Bíblica do Brasil, durante o I Congresso Internacional de Arqueologia do Brasil. O encontro acontece em Engenheiro Coelho até o próximo domingo (15) e recebe os principais arqueólogos do Brasil, Israel e Estados Unidos.

O Museu de Arqueologia Bíblica possuí um acervo de quase 2.500 artefatos israelitas, canaanitas, sumerianos, persas, babilônicos, egípcios, gregos e romanos. Na exposição em Engenheiro Coelho foram escolhidas 70 unidades que apresentam a cultura do antigo Oriente Médio, do mundo Mediterrâneo e da Europa (Antes da Idade Média).

Entre as peças que mais chamam a atenção dos visitantes está a réplica do Sarcófago do faraó Tutankamon, de 1324 a.C.. Tutakamon faleceu ainda jovem, depois de ter casado aos oito anos de idade com uma meia-irmã. Sua sepultura foi encontrada em 1922, e ainda continha peças de ouro, tecidos, mobílias, armas e textos sagrados. O sarcófago é decorado com ouro e com os símbolos da realeza egípcia.

Congresso

Escavações, pesquisas e achados em sítios arqueológicos estão despertando o interesse em conhecer detalhes da história da humanidade, fortalecendo a veracidade bíblica nos últimos dois séculos. As mais recentes descobertas científicas no campo da arqueologia estão sendo apresentadas durante o I Congresso Internacional de Arqueologia Bíblica, que acontece na Universidade Adventista em Engenheiro Coelho.

O Congresso é inédito na América do Sul, que segundo pesquisadores, carece de oportunidades de estudo na área da arqueologia bíblica. Para o coordenador geral do encontro, Ariel Horovitz, a iniciativa servirá para conhecer mais sobre a relação da bíblia com a arqueologia. “É uma grande oportunidade para todos. A ideia é estimular o interesse pela Arqueologia Bíblica e por Israel, para viabilizar isso, iremos facilitar o acesso ao tema através do contato com arqueólogos renomados. Uma grande oportunidade para brasileiros e sul-americanos conhecer os grandes achados na Terra Santa”, comentou.

O programa vai contar com palestras, plenárias, workshops e sessões temáticas. Entre os palestrantes confirmados estão, Adolfo Roitman (Curador dos Manuscritos do Mar Morto), Eli Shukron (Descobriu a piscina de Siloé), David Sedaca (Professora da Escola de Teologia de Nova York), Jorge Fabro (Presidente da Associação Brasileira de Arqueologia do Mediterrâneo Oriental) e Rodrigo Silva (Curador do MAB – Museu de Arqueologia Bíblica do UNASP e apresentador do programa “Evidências”).

Oportunidade para intercâmbio

Segundo Ariel Horovitz, O Congresso será uma oportunidade de atualização profissional e acadêmica. “O Congresso vai promover o intercâmbio de ideias e uma imersão no tema. O participante vai estar em contato com pessoas de interesse comum para fazer networking, além de conhecer as novidades que surgem na área e compartilhar trabalhos científicos para disseminar a pesquisa. Um evento internacional vai enriquecer o currículo dos interessados e ampliar possibilidades para estudantes e profissionais de áreas correlatas como história, geografia, teologia e outras áreas afins”, lembrou.

Conheça os palestrantes

Prof. Me. Eli Shukron – Israel

Mestre em Arqueologia pela Universidade Hebraica de Jerusalém. Arqueólogo do Israel Antiquities Authority. Descobriu a Piscina de Siloé. Lidera escavações na Cidade de Davi.

Prof. Dra. Katia Cytryn-Silverman – Israel

Doutora em Arqueologia e Arte Islâmica pela Universidade Hebraica de Jerusalém, onde leciona como Senior Lecturer pelo Instituto de Arqueologia e no departamento de Estudos Islâmicos e do Oriente Médio. Diretora das escavações em Tiberíades ao lado do Mar da Galiléia.

Prof. Dr. Adolfo Roitman – Israel

Licenciado em antropologia, mestre em religiões comparadas e doutor em literatura e antigo pensamento judaico pela Universidade Hebraica deJerusalém. Curador dos Manuscritos do Mar Morto e diretor do Santuário do Livro no Museu de Israel. Participou de documentários para o National Geographic Channel.

Prof. Me. David Sedaca – Estados Unidos

Mestre em teologia, psicólogo pela Universidade de Harvard e professor de Pós Graduação de Judaísmo Messiânico do Instituto “Charles Feinberg” da Escola de Teologia de Nova York.

Prof. Dr. Rodrigo Silva – Brasil

Doutor em arqueologia clássica. Professor do UNASP e curador do MAB – Museu de Arqueologia Bíblica do UNASP. Apresentador do programa da TV Novo Tempo “Evidências”.

Prof. Me. Jorge Fabro – Brasil

Bacharel em Direito e Mestre em Arqueologia e Literatura Hebraica. Presidente da ABAMO – Associação Brasileira de Arqueologia do Mediterrâneo Oriental.