Cena bíblica retrata Jesus, o Mestre dos mestres

Não Classificado

Escrito por

Redação

Publicado em

13 maio 2015

Há 100 anos, o UNASP-SP tem como lema educar e servir. Serviço e ensino são características fortes do ministério de Jesus que é descrito na Bíblia Sagrada.
A diretoria do UNASP-SP, há dois anos, vem cultivando o sonho de realizar um marco significativo no campus para comemorar os 100 anos da instituição.
A prof. e artista Cleide Borba, coordenadora de eventos do UNASP-SP, foi a responsável por buscar referências de obras de outras instituições educacionais adventistas, como Loma Linda, La Sierra, Andrews University, sede da Igreja Adventista Mundial e outras. Além disso, ela foi a responsável pela direção de arte da Cena bíblica escolhida que retrata a Missão do UNASP “Jesus O Mestre dos Mestres”.

Após estudos, pesquisas, reuniões e planejamentos, em reunião da Comissão do Centenário, foi escolhida a cena de Jesus com as crianças, sob o título “Jesus, o Mestre dos Mestres”.

Pesquisas teológicas foram feitas na Bíblia Sagrada e nos escritos de Ellen White. Além disso, várias fontes históricas foram consultadas. Colaboraram também com orientações e sugestões o diretor geral do UNASP-SP, Helio Carnassale, o pastor José Venefrides e o pastor da Igreja do UNASP-SP, Neumoel Stina.
Além da parte teológica, foram feitas pesquisas de ordem conceitual, estrutural e tudo que se relaciona à área para que a obra ficasse como o planejado. O artista escolhido para esculpir a obra foi um dos funcionários da instituição, do setor de comunicação, o escultor e artista plástico Devson Lisboa. Foi realizado um momento de dedicação das mãos do artista a Deus, em culto, no local onde as esculturas seriam instaladas. Um figurino foi criado, em linho puro, e pessoas serviram de guia de expressão e forma para cada personagem em montagem de cena viva.

Esculpida em argila, a cena será composta por 10 personagens. Cinco deles já foram feitos e fundidos em bronze, e se encontram na Praça do Centenário Dr. Milton Soldani Afonso, que teve o projeto conceitual do arquiteto Ricardo Rossi e o projeto paisagístico de Alex Hanazaki.

Para o escultor Devson Lisboa, cada peça teve sua peculiaridade, mas, ao esculpir Jesus, houve um sentimento mais forte. “Nas outras peças tivemos rachaduras, mas no Cristo não houve nenhuma. Foi a peça que esculpi mais rápido, em uma semana. As demais, levei de um a dois meses. Li sobre a vida de Cristo por um mês. Hoje eu O vejo de uma forma diferente. Isso me ajudou a respeitar mais as diferenças das pessoas e a respeitá-las como Cristo fazia”, comenta Lisboa.

Segundo a prof. Cleide Borba, esta cena bíblica retrata claramente a missão do UNASP-SP. “O objetivo das esculturas é representar a missão que Deus nos deu neste lugar e a vocação que Ele colocou no coração dos pioneiros e de todos os que por aqui passaram nestes 100 anos, de ir a todo mundo, de buscar as pessoas, de educar, de resgatar a pureza no coração das pessoas e o olhar que Jesus teve sobre as crianças. Se Jesus parou para olhar e ensinar crianças, aqui, neste lugar, durante 100 anos, as pessoas se moveram para ensinar outras a voltarem seu olhar para Jesus”, conclui ela.

A obra é composta por:

Jesus sentado numa grande pedra ao centro da cena, tendo a seus pés uma garotinha ajoelhada e com o olhar de encantamento por estar olhando para Jesus.
Ela simboliza a entrega de quem segue a Cristo.

Jesus é retratado sorrindo, com olhar terno e amoroso que transmite paz, alegria e aceitação. Seu braço aberto remete ao convite para que todos venham a Ele.
Abaixo de seu braço estendido será retratado um bebê aconchegado a Cristo, simbolizando toda a pureza de coração que Jesus nos aconselha a ter, como as crianças.

De cada lado de Jesus há duas pedras livres, para quem quiser fazer parte da cena, representando a essência da mensagem “deixai vir a mim as criancinhas, porque das tais é o reino dos céus”.

Aos pés de Jesus estarão duas ovelhinhas como referência ao Cordeiro e à ovelha perdida.
À frente de Jesus encontra-se uma jovem mãe com dois filhos.

Seu olhar fixo em Jesus tem a expressão de alguém feliz e confiante por estar trazendo seus filhos ao Mestre.

Há uma criança em seu colo e outra se levantando em direção a Jesus. Esta mãe representa o papel da família na educação e todas as famílias que durante 100 anos trazem seus filhos ao UNASP para serem educadas e terem um encontro com Jesus, o Mestre dos mestres.

Posteriormente, haverá um discípulo em pé, olhando a cena, surpreso, após tentar impedir que esta acontecesse. Ele representa todas as críticas e preconceitos, e o extremismo sendo vencidos pelo olhar terno e pela graça do perdão.

Representando o aluno desde 1915, teremos um menino, com o uniforme, chegando com os seus cadernos e mochila, acompanhado de seu cachorro, indo em direção à cena, com olhar curioso para descobrir o que está acontecendo ali.

Esta é a obra que está na Praça do Centenário Dr. Milton Soldani Afonso e é de acesso livre a todos os que visitam o campus.

Por Cleide Borba e Rosemeire Braga