6 meses de aulas online: professores do UNASP continuam se adaptando e aprimorando os meios de garantir aprendizagem dos alunos

Acontece no Unasp

Escrito por

Aira Annoroso

Publicado em

17 set 2020

Aula da professora Ma. Elisabete Talizin, do curso de Enfermagem.

No dia 23 de março de 2020 as aulas presenciais do UNASP passaram a ser online, devido à pandemia da covid-19. Desde essa data a forma de ensino tem sido repensada, mudada e constantemente sendo adaptada às necessidades de aprendizado dos alunos. Nos bastidores das aulas online os professores têm inovado com as ferramentas disponíveis e se dedicado para que os universitários continuem obtendo todo o conhecimento necessário para a formação profissional.

Após 6 meses nesse novo formato de aula, a professora Ma. Elisabete Talizin, do curso de Enfermagem, relembra o início do período. “Eu tinha muitas preocupações, como de não dominar a plataforma Zoom, como compartilhar as telas com os slides e vídeos, problemas com internet, computador e barulhos dos vizinhos. Todo dia antes de entrar sentia uma tensão forte. Quando finalizava a aula eu tinha a sensação de que tinha saído de uma batalha”, desabafa. “Os alunos nos ajudaram muito com dicas, porque eles são muito mais familiarizados com a tecnologia. Agora no 2o semestre está sendo melhor”, completa.

Aluna do curso de Enfermagem durante vídeo gravado aplicando as técnicas de higienização das mãos, aprendida nas aulas online.

Mesmo com a tensão, por conta da dificuldade de depender de tantos recursos tecnológicos para conseguir lecionar, a docente tem se adaptado cada vez melhor ao novo formato a fim de levar um conteúdo de qualidade aos seus alunos. “Neste 2° semestre letivo sou responsável por uma disciplina chamada Semiotécnica, que contempla as técnicas fundamentais do cuidado, uma delas é a higienização das mãos. Como estratégia para avaliar o aprendizado dos alunos, solicitei que fizessem um vídeo demonstrando a técnica. Eles se sentiram muito desafiados com a atividade e está dando muito certo”, destaca.

Além disso, Elisabete conta que também continua usando muitos vídeos e aprimorando os exercícios para interação dos alunos. “Nessa disciplina de Semiologia, através do Google Documentos, os alunos estavam aprendendo sobre exame físico. Então coloquei fotos para eles avaliarem e descreverem os achados, imagens para avaliarem feridas e também solicitei que eles avaliassem um familiar e descrevessem também”, exemplifica.

INTEGRAÇÃO DOS TRÊS CAMPI DO UNASP

No 2o semestre, o UNASP adotou as Web Classes e Mega Classes. Ma. Sâmela Lima é docente do curso de Publicidade e Propaganda no UNASP campus Engenheiro Coelho, mas em agosto deste ano passou a dar aulas de Produção Publicitária em Rádio e TV para os campi São Paulo e Hortolândia também, através das Web Classes. Agora Sâmela trabalha com um número maior de alunos e, segundo ela, o maior desafio é promover a interação de todos eles.

Ma. Sâmela Lima durante WebClass para os alunos dos três campi do UNASP, do curso de Publicidade e Propaganda.

“Mas a gente tem vantagens também. O perfil do aluno de cada campus é diferente, os alunos têm experiências diferentes e isso trouxe um clima legal para a turma que a gente está trabalhando, porque eles puderam se conhecer e trocar experiências com referências diferentes”, afirma. A docente destaca também que a integração também se tornou uma vantagem. Os alunos estão utilizando recursos que estão disponíveis nos três campi para serem aproveitados por todos eles. “Se tínhamos um recurso que era específico em Engenheiro Coelho, agora conseguimos compartilhar esse recurso que também está sendo utilizado em Hortolândia e em São Paulo, e assim vice-versa em cada um dos campi”, explica.

Assim como Elisabete e Sâmela, todos os docentes do UNASP têm buscado o aperfeiçoamento no que diz respeito às formas de fazer com que os alunos aprendam, mesmo à distância, e se tornem profissionais capacitados para encarar o mercado de trabalho. “Já se passaram 6 meses, mas os desafios continuam”, conclui a docente de Enfermagem, que apesar de se sentir desafiada desde o início do período de aulas online, vê um progresso cada vez maior.