Blog do Unasp

Descubra o papel de um fisioterapeuta em uma unidade de terapia intensiva

A área de unidade de terapia intensiva ajudar a salvar milhares de vidas diariamente. Entenda o que é, e como ela funciona na prática. Além disso, veja qual é o papel do fisioterapeuta na área.

Com o avanço da tecnologia, das novas técnicas e métodos, a área de unidade de terapia intensiva (UTI), tem ganhado força e importância ímpar no que diz respeito ao cuidado de pacientes em estágio crítico.

Além dos atendimentos de emergência, a atuação estende-se à aplicação de técnicas fisioterápicas de primeiros socorros e recuperação, cuidados com a via aérea artificial e, mais recentemente, ao manuseio de tecnologia de assistência ventilatória mecânica invasiva e não invasiva.

Ou seja, o profissional (geralmente Fisioterapeuta) que atua em Terapia Intensiva, promove a assistência ao paciente crítico baseado em diretrizes médicas. Logo, ele deve ser capaz de avaliar adequadamente cada paciente e aplicar o melhor procedimento nos primeiros socorros, no tratamento e recuperação.

Como funciona a área de unidade de terapia intensiva?

Sabendo que o profissional que trabalha na área de unidade de terapia intensiva é responsável pelo cuidado com pacientes críticos, pode-se afirmar que ele deve:

  • Pensar nos riscos e benefícios potenciais do tratamento;
  • Entender a condição clínica de cada paciente;
  • Seguir os objetivos médicos traçados em equipe;
  • Compreender a competência e as limitações de cada instrumento e procedimento;
  • Manter comunicação com equipe médica e traçar planos de assistência que seja o melhor para o paciente.

Dessa forma, como um time, as equipes devem trabalhar em prol de um objetivo maior para alcançar a melhora do paciente crítico.

O fisioterapeuta utiliza-se de técnicas que promovem a melhoria do paciente. Além disso, aplica o exercício físico adequado para os diversos momentos do tratamento, visando sua recuperação. 

Por isso, o tratamento e sua eficácia dependem de fato, da necessidade do paciente. No entanto, sua postura no leito, atividades de treinamento muscular e aprimoramento das funções respiratórias também devem ser levadas em consideração durante a avaliação do paciente crítico.

De certo, o fisioterapeuta intensivista possui um papel fundamental no cuidado a pacientes internados em unidades de terapia intensiva, uma vez que, auxilia na manutenção das funções vitais do ser humano.

Isso quer dizer que esse profissional auxilia na manutenção dos diversos sistemas corporais ao atuar na prevenção e/ou tratamento das disfunções cardiopulmonares, circulatórias, musculares e neurológicas.

Ou seja, através de todo esse cuidado, ele é capaz de reduzir o risco de complicações clínicas, além da mortalidade, melhorando o prognóstico do paciente em estágio crítico.

Está gostando dos conteúdos?

Então, assine a newsletter e receba todas as novidade direto no seu e-mail!

Valeu por se inscrever! Em breve mandaremos as novidades do blog!
Ocorreu um erro interno neste formulário! Por favor, entre em contato com o responsável pelo site!

Pós-Graduação em Fisioterapia em Unidade de Terapia Intensiva

Devido à expansão profissional das diversas áreas de atuação da Fisioterapia, sobretudo na assistência ao paciente de alto risco, tornou-se necessária a presença do profissional fisioterapeuta na Unidade de Tratamento Intensiva.

Logo, sendo um profissional necessário como membro efetivo de uma equipe multiprofissional, o curso de Pós-Graduação em Fisioterapia em Unidade de Terapia Intensiva propõe especializar Fisioterapeutas para o exercício da Fisioterapia na UTI.

Sendo assim, o curso possui um objetivo principal, que é:

  • Proporcionar ao profissional fisioterapeuta o domínio de conhecimentos essenciais à prática do atendimento fisioterapêutico, desenvolvendo nele uma atitude crítico-reflexiva diante da assistência ao cliente de alto risco internado em UTI.

Além disso, durante o curso, o aluno irá se deparar com o estudo de diversas áreas e conteúdos teóricos e práticos relacionados à:

  • Anatomia e Fisiologia do sistema respiratório
  • Princípios básicos de ventilação Mecânica
  • Ventilação Mecânica Não Invasiva (VNI)
  • Reabilitação Cardiopulmonar
  • Exames Complementares

Núcleo Específico:

  • Fisioterapia em UTI
  • Ventilação Mecânica Invasiva – Modalidades Avançadas
  • Estágio supervisionado em UTI

O Curso de Pós-Graduação em Fisioterapia em Unidade de Terapia Intensiva, é um tremendo diferencial para o fisioterapeuta, pois ele, capacitará o profissional para atuar nas UTI.

O que achou da área? Saiba mais sobre o curso e venha para o Unasp!

Até a próxima!

Ei, não vá embora sem assinar a nossa newsletter!

Por isso, coloque o seu e-mail aqui em baixo para receber os melhores conteúdos do blog.

Valeu por se inscrever! Em breve mandaremos as novidades do blog!
Ocorreu um erro interno neste formulário! Por favor, entre em contato com o responsável pelo site!

Veja também

Gostando dos conteúdos?

Receba as atualizações no seu e-mail! Insira seu endereço ao lado e não perca as novidades.

Obrigado por se inscrever! Em breve você receberá nossas atualizações no seu e-mail!
Ocorreu um erro interno neste formulário! Por favor, entre em contato com o responsável pelo site!