Blog do Unasp

5 segredos sobre a negociação de salário na entrevista de emprego

Negociar o salário na entrevista de emprego pode ser um assunto delicado, mas também necessário. Veja como aproveitar esse momento para chegar a um acordo justo com a empresa.

Salário. Eita assuntinho difícil de conversar. Isso porque muitas vezes achamos que não devemos mostrar nossas reais intenções e interesses, como se isso fosse prejudicar a nossa imagem. Aquele pensamento de: “se eu reclamar vai aparecer alguém que aceite ou faça por menos e aí eu fico sem o trabalho.” No entanto, o salário deve ser discutidos sim, antes que você finalmente aceite o emprego.

Discutir o salário é um direito seu e os recrutadores precisam lidar com isso de uma maneira aberta. De fato, você não deve ter medo. Na hora de entrevista esteja pronto. Quer saber por onde começar? O autor Richard N. Bolles em seu livro, – What Color is Your Parachute? – dá algumas sugestões muito boas sobre o assunto. Compilamos as melhores para compartilhar com você. Olha só!

1º segredo da negociação de salário

Nunca discuta o salário até o final de todo o processo da entrevista. Somente no momento quando (e se) a empresa definitivamente disser que está abertas para negociações.

“O fim do processo de entrevista”, esse é um ponto difícil de definir. Pode ser aquele ponto quando o empregador diz, ou pensa, “é exatamente esse é o profissional que precisamos aqui na nossa empresa!” Esse pode ser o fim, mas também só o começo de uma série de processos e testes até chegar na contratação. E agora?

Normalmente após uma série de entrevistas, a cada etapa concluída, a tendência é que o empregador já esteja interessado no potencial empregado. E só após isso é que você deve pensar na negociação de salário. Claro que existem certas exceções. Em alguns casos os entrevistadores perguntam logo de cara; “quando você gostaria de receber?” Entretanto, lembre-se, essa pergunta nunca deve partir de você logo na primeira entrevista. Conheça um pouco mais o terreno em que você está pisando antes de dar o próximo passo.

Existem empresas que não dão espaço para negociação de salário. E nessas situações você deve avaliar as suas necessidades e ambições. Faça uma análise e decida se vale a pena correr o risco de perguntar; “vocês estão abertos para uma negociação salarial?”

Lembre-se dessas dicas, não aborde uma negociação de salário até que:

• Os entrevistadores tenham chegado a conhecê-lo melhor. Para que eles possam ver como você se destaca acima dos outros candidatos e, portanto, como você vale mais do que eles pagariam.

• Ou até que você tenha chegado a conhecer a empresa melhor. Para que você possa dizer se realmente é um lugar onde você deseja trabalhar.

• Não até que você descubra exatamente o que o trabalho implica.

• Que eles tenham a chance de descobrir o quão bem você corresponde às exigências da vaga. Mostre suas qualificações!

• Espere até o momento em que você descobrir, “eu realmente gostaria de trabalhar aqui.”

• Não até que a empresa tenha transmitido a sensação de que eles realmente querem ter você.

Está gostando dos conteúdos?

Assine a newsletter e receba todas as novidade direto no seu e-mail!

Valeu por se inscrever! Em breve mandaremos as novidades do blog!
Ocorreu um erro interno neste formulário! Por favor, entre em contato com o responsável pelo site!

2º segredo

O objetivo da negociação salarial é descobrir o máximo que um empregador está disposto a pagar para você.

Negociação. Essa é uma palavra que já dá um terror na maioria das pessoas que estão buscando um emprego. Muitas vezes bate aquela dúvida: devo negociar o salário? Simples. Quando você vai até uma entrevista, desde o início, os recrutadores sabem até quanto estão dispostos a pagar pela posição em discussão. No entanto, eles estão esperando conseguir você por menos.

Não há nada está errado com os objetivos de qualquer um de vocês. O objetivo do empregador é economizar dinheiro, se possível. Seu objetivo é levar para casa  o máximo de dinheiro que puder, pelo trabalho que você fará. O segredo é encontrar um equilíbrio entre os interesses de ambos.

Claro que seria mais fácil se soubéssemos desde o início o quanto poderíamos receber pelo trabalho, no entanto nem sempre somos informados sobre isso. Assim sendo, é interessante saber o intervalo entre o valor mais baixo até o mais alto. Esse intervalo na negociação é tudo.

Por exemplo, se o empregador puder pagar R$30,00 por hora, mas está querendo pagar R$ 18,00 por hora, o intervalo será de R$18,00 a R$ 30,00. Outra maneira de descobrir esse intervalo é pesquisar o salário de empregados na mesma posição e formação que a sua em empresas diferentes.

Em conclusão, descubra o seu intervalo de valores de salário e perceba se a empresa está disposta a negociar essa quantia.

3º segredo

Durante a entrevista nunca seja o primeiro a mencionar um salário.

Dependendo do tipo de entrevista há liberdade para a negociação salarial, já outras… Durante grande parte do processo de entrevista, quando finalmente surge o assunto, você quer que o empregador seja o primeiro a mencionar o valor do salário ou da proposta. Certo?

Nunca diga logo de cara “quero receber X”, espere o empregador mostrar as suas intenções. Quando ele mencionar o salário, e só então, comece a negociação. Alguns tentarão fazer uma pergunta inocente, como: “Que tipo de salário você está procurando?” E isso não tem nada a ver com bondade. Eles esperam que você seja o primeiro a mencionar um valor, para poder trabalhar em cima das suas expectativas. Que podem inclusive serem mais baixas do que o valor real.

Assim, se eles pedirem para você ser o primeiro a nomear um valor de salário é melhor contra atacar. Uma boa resposta é: “bem, você criou esta posição, então você deve ter algum salário em mente, e eu estaria interessado em primeiro ouvir qual é a sua oferta.”

4º segredo

Antes de ir para a entrevista, faça uma pesquisa cuidadosa sobre os salários típicos que a empresa oferece.

Como saber até que ponto você pode negociar o salário? Como saber até onde a empresa está disposta ou pode te pagar? A resposta é: fazendo algumas pesquisas sobre o mercado de trabalho e sobre a empresa em questão, antes de você ir para uma entrevista. Se você quiser ganhar a negociação salarial é necessário saber onde você está pisando.

Pesquise em sites sobre os valores de salários na sua área, por exemplo no Love Mondays você pode descobrir o que profissionais como você estão falando das empresas. Descobrir o valor dos salários e até mesmo se candidatar a vagas.

5º segredo

Saiba quando encerrar a negociação.

Seja esperto, a negociação salarial com o empregador não pode terminar até que você tenha tratado mais do que o salário. A menos que você seja um contratado independente, é bom falar sobre os benefícios indiretos. Como seguro de vida, benefícios de saúde ou planos de saúde, férias e programas de aposentadoria que geralmente somam ao valor total do salário.

Portanto, antes de entrar em uma entrevista, você deve decidir quais benefícios são particularmente importantes para você. E então, depois que a discussão salarial básica for resolvida, você pode perguntar quais benefícios eles oferecem lá.

E quando tudo isso for feito – a discussão do trabalho, a descoberta se eles gostam de você e se você gosta deles, a negociação salarial e a discussão dos benefícios –  então está na hora de você pedir algum tipo de resumo, em escrito, da proposta.

Muitos executivos/entrevistadores infelizmente “esquecem” a oferta que fizeram durante a entrevista de contratação, ou até mesmo negam que eles tenham dito alguma coisa. Isso não deveria acontecer; mas  acontece. Às vezes eles honestamente esquecem o que disseram. Outras vezes, claro, eles estão jogando um jogo. Portanto, para a sua própria segurança e tranquilidade. Peça algum tipo de comprovação da conversa que tiveram.

Conclusão

Lembre-se, a procura de emprego envolve sorte, mas apenas até certo ponto. Bem como muito trabalho e determinação de sua parte. Esses 5 segredos devem funcionar para você. Mas, talvez também não. Talvez, mesmo que você siga fielmente não consiga encontrar um emprego. Por isso, acima de tudo você deve ser persistente. Como também aprender a lidar com o mercado de uma maneira madura e confiante.

Ei, não vá embora sem assinar a nossa newsletter!

É só colocar seu e-mail aqui em baixo para receber os melhores conteúdos do blog.

Valeu por se inscrever! Em breve mandaremos as novidades do blog!
Ocorreu um erro interno neste formulário! Por favor, entre em contato com o responsável pelo site!

Veja também

Gostando dos conteúdos?

Receba as atualizações no seu e-mail! Insira seu endereço ao lado e não perca as novidades.

Obrigado por se inscrever! Em breve você receberá nossas atualizações no seu e-mail!
Ocorreu um erro interno neste formulário! Por favor, entre em contato com o responsável pelo site!