ABJ – Agência Brasileira de Jornalismo

Núcleo de prática profissional | Campus EC

Curso/Área

Ciências Sociais Aplicadas

Líder(es)

Ruben Dargã / Andreia Moura

Ano de Formação

2008

Integrantes:

Acadêmicos de Jornalismo

A maior parte dos cursos de Jornalismo no Brasil oferece como oficina prática aos alunos o jornal-laboratório. Para tanto, qualquer faculdade tem de disponibilizar um ambiente de redação, local onde o exercício e treinamento dos discentes, sob a supervisão e orientação dos professores, serão executados.
  No curso de Jornalismo do Unasp não é diferente. A Agência Brasileira de Jornalismo (ABJ) foi criada em 2000, e já apresenta muita história e experiência, envolvendo docentes e futuros jornalistas.
A ABJ já recebeu vários nomes. Em 7 de maio de 2000, nasceu a Agência IAE de Notícias. O Unasp ainda não era um centro universitário e a instituição se denominava Instituto Adventista de Ensino (IAE). Após a organização do Centro Universitário Adventista de São Paulo, a Agência passou a se chamar de Unaspress (www.unaspress.dk3.com) com sua agência de noticiosa, a Agência Paulista de Notícias (www.agenciapaulista.com), fechada pouco tempo depois. Isso ocorreu em agosto daquele ano.
Em agosto de 2001, um grupo de alunos do segundo ano se reuniu e propôs a construção da revista eletrônica Canal da Imprensa. Sem uma linha editorial definida e tendo características de espaço literário, a revista permaneceu quase um ano sob experiência. A partir do segundo semestre de 2002, dois novos veículos passaram a somar forças junto à Unaspress, o Canal da Imprensa e o Diário do Campus, cujo nome foi alterado para ABJ Notícias, veículo que ficou fora do ar durante um tempo mas que foi retomado em 2016. Este substituiu a Unaspress e acumulou as atribuições da agência de notícias.
Em março de 2006, a Abrajor se mudou pela última vez para seu local definitivo. Desde então, a Agência diminuiu sua sigla e assumiu o nome de ABJ. A nova redação se encontra no edifício Núcleo Multidisciplinar.
Organograma
A hierarquia da ABJ obedece aos organogramas semelhantes às funções exercidas nos grandes veículos de comunicação jornalística. Na atual gestão, são os seguintes os cargos e seus respectivos responsáveis:
Coordenador do Curso de Jornalismo: Prof. Dr. Ruben Dargã Holdorf
Diretor de Redação: Prof. Ms. Andréia Guimarães Moura
Editora-chefe do Canal da Imprensa: Prof.ª Ms. Andréia Guimarães Moura
Editora-chefe da TV ABJ: Prof.ª Ms. Andréia Guimarães Moura
Editora de conteúdo institucional: Prof.ª Dr. Karla Ehrenberg
ABJ e Estágios
A ABJ é uma agência júnior, empresa de comunicação que oportuniza espaço para os estagiários em Jornalismo do Unasp. Não se trata de uma agência experimental, face à natureza prática do estágio e seu comprometimento com a divulgação dos fatos para a imprensa. Deste modo, pretende-se aperfeiçoar a qualidade editorial e de produção dos alunos em diversos setores, preparando-os para atuarem no mercado jornalístico. A política editorial da ABJ se fundamenta no direito à livre expressão.
  Os estagiários de Jornalismo devem sustentar um sonho, uma visão, uma missão e um compromisso em servir a comunidade em que se inserem. O sonho se relaciona ao constante crescimento e influência do curso, visando a manutenção do melhor conceito diante da sociedade, da mídia e das autoridades vinculadas à educação superior.
ABJ tem como visão ser uma agência cujos valores profissionais e éticos concorram para uma melhor compreensão dos fatos e suas consequências. A missão da ABJ é a de preparar profissionais que sintam o desejo e prazer em defender os direitos de livre expressão, lutando contra toda e qualquer força opositora e cerceadora da consciência humana. O compromisso da ABJ é com a verdade, submetendo-se a elevados valores éticos e morais, onde vigoram a honestidade, a perseverança, a coerência e a democracia.
  Todas os trabalhos devem se respaldar nos critérios de bom senso, objetividade, imparcialidade, veracidade, fidelidade e credibilidade. Opiniões que denotem qualquer tipo de preconceito, sejam de cunho racial ou religioso, não são veiculadas.
  Princípios de ética e moral nos tratos com as fontes, pessoas envolvidas nas reportagens ou artigos e fatos devem nortear a produção jornalística. Todos os repórteres e editores estão proibidos de se submeter à pressão de qualquer fonte, apresentando os originais para autorização desta antes de publicá-los. Esta atitude é condenável sob o ponto de vista da capacidade e independência profissionais. Condena-se veementemente a troca de favores e matérias encomendadas com características propagandísticas. Proíbe-se o uso de vocabulário chulo, esdrúxulo e de baixo nível.
  O trabalho na ABJ é de natureza voluntária, servindo de estágio e complementação à formação profissional dos alunos de Jornalismo. Não há qualquer vínculo empregatício obrigando à ABJ ressarcir qualquer um que venha a reclamar direitos trabalhistas. O estagiário deve assinar um contrato de responsabilidade até o final de cada semestre. Neste período, o estagiário cumpre as pautas e demais tarefas designadas de acordo com a mídia em que atua ou de natureza administrativa na própria ABJ. O descumprimento das normas contratuais acarreta na perda das horas trabalhadas.

Projetos deste núcleo

Arquivo jornalístico  

Como suporte às pesquisas para a produção de reportagens e entrevistas, a Agência possui um arquivo de revistas impressas. Os alunos responsáveis, sendo a maioria do 1º ano do curso, leem e selecionam textos de Imprensa, Veja, Época e Isto É para servir de consulta às demais produções. Os impressos não são armazenados por completo, apenas os textos relevantes que se encaixem nas categorias estabelecidas. O recorte é anexado a uma folha onde estão descritas a data da reportagem, o veículo e uma breve descrição do texto.

Período:

Jornal comunitário bairro Jardim Carolina

O jornal comunitário do bairro jardim Carolina, em Artur Nogueira, foi criado em outubro de 2011. O objetivo é produzir e distribuir uma publicação mensal aos moradores do bairro situado em Artur Nogueira, como forma de envolvimento comunitário da agência e do curso junto à comunidade daquela região – carente de investimentos públicos e de infraestrutura urbana. O jornal é produzido por uma bolsista da ABJ, sob supervisão dos professores. O projeto também prevê a realização de oficinas de textos, rádio e vídeo para jovens em situação de risco do bairro, como forma de inserção dos mesmos no mercado de trabalho. O projeto é feito em parceria com a associação de moradores do bairro, a Prefeitura de Artur Nogueira e o programa Pró-jovem, do governo federal e da Prefeitura do município.

Período:

Boletim "Redação ABJ"

O boletim "Redação ABJ" é uma produção jornalística em vídeo que acontece duas vezes ao dia dentro da ABJ. O objetivo da atividade e promover crescimento dos alunos na prática jornalística televisiva e fornecer conteúdo para os canais da agência no youtube e facebbok, além de abastecer o site. Os conteúdos trabalhados procuram sintetizar as informações mais importantes do dia (de interesse regional e nacional) em 3 minutos. Disponibilizando para a comunidade no entorno e os seguidores da internet informação rápida, dinâmica e de qualidade. Participam da produção os alunos voluntários e bolsistas da agência em esquema de revezamento.

Período:

Revista eletrônica de crítica de mídia Canal da Imprensa

A revista eletrônica de crítica de mídia Canal da Imprensa divulga reportagens analíticas sobre o papel da mídia brasileira e estrangeira. Os voluntários para as conteúdos são alunos do curso de Jornalismo que também desenvolvem outras atividades na Agência. Com 16 anos de vida, a revista já editou 150 edições e, em 2005, conquistou o SET Universitário da PUC-RS, como melhor mídia onlineacadêmica do Mercosul. Em seguida, foi convidada a integrar a Rede Nacional de Observatórios de Imprensa (Renoi). No início de 2007, recebeu o ISSN 1980-2994 do CNPq/Ibict, que reconhece seu importante papel no ensino de Jornalismo. A revista eletrônica também mantém parceria com o Observatório da Imprensa, maior veículo de crítica de mídia do País, e envia reportagens e entrevistas selecionadas para serem publicadas no portal. A colaboração existe desde 2002, mas foi efetivada no em 2005 com o convênio entre o Canal e a Renoi. Inclusive já foi tema de monografia (TCC) na Universidade Estácio de Sá, cuja autora teceu uma analogia entre o Canal da Imprensa e o Observatório da Imprensa. (www.canaldaimprensa.com.br)

Período:

Site "ABJ Notícias"

O site ABJ Notícias funciona como uma agência de conteúdos online. É atualizado diariamente com conteúdos de interesse local, regional e nacional. O material do site é produzido por alunos bolsistas (18) e alunos voluntários/estagiários (12). O "ABJ Notícias" objetiva oferecer informação para a comunidade e se tornar referência de jornalismo na região. Desde 2016 o site retomou o trabalho que era feito nos primórdios da ABJ: proporcionar uma experiência de jornalismo diário para os alunos do curso, atualizar conteúdos com periodicidade definida e potencializar o papel do curso junto à comunidade que reside no entorno. (www.unasp-ec.com/abj)

Período:

Veja também

Estúdio de Fotografia

O estúdio de fotografia é devidamente equipado e permite a vivência prática a partir do 1º. ano, atendendo às exigências da formação profissional de Comunicação Social......

Estúdio de Vídeo

Esse é o estúdio de produção audiovisual. Aqui você poderá gravar vídeos usando equipamentos de alta tecnologia e usar o centro de edição de vídeos e som. Os estúdio de vídeo é coordenado...

Laboratório de Anatomia

O laboratório de anatomia foi projetado a fim de servir de apoio às seguintes disciplinas ou módulos: Ciências Morfofisiológicas I e II (dos Cursos de Enfermagem, Fisioterapia e Nutrição), Anat...

  • Telefone:
  • E-mail: