Viagem às terras bíblicas é concluída com êxito

Não Classificado

Escrito por

Redação

Publicado em

05 fev 2014

O dia 14 de janeiro de 2014 ficará marcado na memória do grupo de 13 pessoas que saíram do Unasp-EC em direção ao Oriente Médio. A equipe participou do programa Grande Viagem para as Terras Bíblicas, organizado pelo Instituto de Línguas. Os participantes tiveram como guia o professor e arqueólogo Rodrigo Silva. Eles tiveram a oportunidade de conhecer um pouco da cultura judaica e os locais que marcaram a história desse povo, bem como o início do cristianismo.

A viagem começou no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, onde o grupo embarcou para Tel-Aviv, centro econômico de Israel. De lá, os participantes se dirigiram para as cidades histórias do entorno do lago da Galileia, onde Jesus pregou por diversas vezes. Depois foram para a Jordânia conhecer as cavernas gigantes da região de Petra, onde existem construções com vários metros de altura cravados nas rochas.  Em seguida o grupo esteve no Mar Morto, deserto da Judeia e Mar Vermelho, na região fronteira entre Israel e Jordânia. No mesmo local, os israelitas passaram com o seu êxodo do Egito.

Além disso, visitaram também a famosa cidade de Jerusalém. Nela os participantes conheceram os museus, a capela construída no suposto local do nascimento de Jesus e o monte Sião. A última cidade do trajeto não foi no Oriente Médio. Aconteceu na cidade das sete colinas, em Roma. Os participantes puderam visitar o famoso Coliseu e as ruas do centro histórico da cidade. O grupo também esteve no Vaticano, sede da Igreja Católica.

Para a professora e teóloga Myrtes Ribeiro, os conhecimentos adquiridos na viagem irão contribuir para seu trabalho em sala de aula. “Tudo o que vi e ouvi, certamente, enriquecerão minhas aulas. Voltaria a fazer esse roteiro com toda a certeza”, afirma.

A professora ainda ressaltou a importância de se realizar um evento como esse. “O doutor Rodrigo Silva explicou o significado de cada coisa sobre os locais visitados, com muitos detalhes e em bom som. Ele também teve bastante paciência e disposição. Quando falava dos lugares e eventos, era brilhante! Quando os associava a Jesus e ao texto bíblico, era emocionante!”, avalia.

A viagem se encerrou no dia 18 de janeiro. Durante cinco dias mais de 15 locais foram visitados, e os participantes tiveram a oportunidade de agregar não apenas conhecimento cultural, mas também bíblico e histórico.