UNASP realiza ações tricamp para a campanha do Setembro Amarelo

Impacto Social

Escrito por

Caroline Belotto

Publicado em

01 out 2021

O mês de setembro foi bastante agitado no Centro Universitário Adventista de São Paulo (UNASP). A instituição promoveu a campanha do Setembro Amarelo com o slogan “Viva a vida” nos  três campi, São Paulo, Hortolândia e Engenheiro Coelho, abordando temas como depressão e suicídio. Várias ações foram realizadas com o objetivo de promover a conscientização e prevenção da doença.

De acordo com dados apresentados pelo Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado em junho deste ano, 12.895 pessoas tiraram suas vidas no Brasil no último ano. Outra pesquisa realizada pela insurtech Azos, que utilizou com base dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatistica (IBGE) e o histórico de mortes disponibilizado pelo governo federal pelo dados.gov.br,  apontou que a maior incidência de mortes por suicídio está entre jovens de 21 a 30 anos. Tais pesquisas apontam a relevância do tema e a necessidade de dar a devida atenção a este cenário.

Campus Hortolândia

Em Hortolândia, além das ações internas no campus, os alunos do curso de psicologia, assistidos pela coordenação do curso, foram até o shopping da cidade e realizaram várias ações. Distribuíram panfletos informativos, montaram um stand com banners e cartazes e fizeram apresentações abordando o tema aos visitantes. Na praça de alimentação, as famílias foram surpreendidas com um flash mob com participação do grupo Tom de Vida. No mesmo final de semana, foi realizada uma caminhada em parceria com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Hortolândia, onde distribuíram folhetos informativos e trouxeram orientações importantes sobre o tratamento da depressão e prevenção ao suicídio.

O advogado Ivair de Macedo, diretor tesoureiro da OAB de Hortolândia participou da caminhada e aprovou a ação. De acordo com o diretor, a ideia da caminhada veio ao encontro da necessidade do Setembro Amarelo, já que em sua área costuma ter muitos casos de suicídios. Macedo conta que, nos últimos dois anos, dois advogados tiraram a própria vida. “Por conta de situações como essa achamos importante fazer uma caminhada voltada à saúde e principalmente ao combate do suicídio”, explica. 

Os alunos da educação básica escreveram mais de 400 cartas com mensagens positivas, as cartas foram distribuídas em todas as ações externas. Foi montado um divã no parque da cidade no qual alguns profissionais de psicologia puderam conversar com pessoas que passavam pelo local. 

Campus Engenheiro Coelho

O campus Engenheiro Coelho esteve todo decorado ao longo do período, com materiais informativos distribuídos pelo internato e com programações especiais abordando o assunto. Na última semana foi montado um túnel com experiências práticas no qual os alunos puderam interagir e aprender de maneira didática sobre o tema. 

A aluna de jornalismo, Paula Orling, acredita que a atividade a ajudou a apliar o conhecimento sobre o assunto, a saber como lidar e também como ajudar quem precisa. “Eu achei essa experiência super legal porque, muitas vezes, a gente não tem noção nenhuma de como lidar com a ansiedade e com as dificuldades, e com certeza esse túnel me ajudou a perceber formas diferentes de lidar quando a ansiedade e as preocupações chegam, e também ajudar outras pessoas que passam por dificuldades e me procuram, pedem ajuda e eu não sei como agir”, declara. 

Túnel experimental

Campus São Paulo

O tema do Setembro Amarelo foi abordado em várias programações no campus São Paulo. A doutora Stela Barbosa, terapeuta e especialista em adolescência, que trabalha com adolescentes vulneráveis no setor público, realizou uma palestra para os alunos e conversou com eles sobre o assunto.

A campanha também foi assunto na transmissão, feita de forma on-line, da Capela “Café no Bulling”, programa espiritual voltado para os estudantes e apresentado pelo com o pastor e capelão do colégio, Roberto Conti. A neuropsicopedagoga Rosangela Moraes também realizou uma palestra via Zoom para os estudantes com dicas sobre como cuidar da saúde mental, sua especialidade. O pastor Robson Aleixo, líder espiritual do campus, também realizou uma semana de oração com assuntos relacionados a campanha.

Doutora Stela Barbosa em palestra no UNASP São Paulo

Todas as ações realizadas tanto para o público externo quanto internamente para os alunos tiveram o mesmo objetivo, trazer conhecimento e informação para que a comunidade saiba como cuidar da sua saúde mental, quando e onde buscar ajuda, e como ter empatia pelo próximo e preparar a todos para auxiliar àqueles que precisam. A campanha do Setembro Amarelo demonstra na prática a cultura da instituição de servir a Deus e ao próximo.