Unasp oferece programa de iniciação à docência para universitários

Não Classificado

Escrito por

Redação

Publicado em

21 Maio 2014

A defasagem de professores no mercado de trabalho, atualmente, é muito grande devido às dificuldades da profissão. Os alunos das diversas licenciaturas se preocupam com esses problemas desde a faculdade. Para tentar diminuir a evasão nos cursos e aumentar a permanência, criou-se o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid), financiado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Segundo Haller Schünemann, coordenador do Pibid para os três campi do Unasp, o objetivo é “preparar melhor os futuros professores”. Os alunos se inscrevem no programa e passam por um processo de seleção. Essa é uma bolsa de produtividade e não assistencial. Os alunos bolsistas recebem um valor mensal, mas precisam cumprir as tarefas indicadas pelo programa.

Uma das tarefas dos bolsistas é frequentar uma escola de ensino básico uma vez por semana. Durante o programa, existem fases a serem cumpridas. A primeira é de observação, de detecção de problemas e deficiências da turma frequentada. Depois, eles começam a interagir com a classe e fazem sugestões de soluções. Renata Hellen Alves, estudante do segundo ano de Pedagogia, é bolsista do Pibid e acredita que o programa auxilia no desenvolvimento acadêmico. “Eu vejo a teoria na prática, aprendo a usar a metodologia aprendida na sala de aula”, explica.

Os coordenadores do programa tem como meta principal o crescimento profissional do aluno que participa. “Esperamos que ele se sinta mais preparado, seja mais capacitado e mais criativo enquanto professor”, conta Schünemann. Renata confirma essa expectativa. “Creio que o programa ajudará no amadurecimento da prática docente. Quando chegar a minha vez, não ficarei perdida quanto ao que fazer, estarei mais preparada para o magistério”, comemora.