UNASP encerra semana de oração A Revolução com batismo e Santa Ceia

Acontece no UNASP

Escrito por

Rachide Incote | Edição: Theillyson Lima

Publicado em

14 out 2021

Crédito imagens

Vinicius Santos

O UNASP, campus Engenheiro Coelho, encerrou a sua segunda semana de oração de 2021 no último sábado (09), com o pastor Cândido Gomes, que falou sobre o tema “ A Revolução”. Os encontros foram importantes para reanimar espiritualmente os alunos e refletir sobre o papel do cristianismo na atualidade. 

Pastor Cândido foi o orador da Semana de Oração.
Pastor Cândido Gomes foi o orador da Semana de Oração

O evento deste semestre, diferentemente do ano anterior, aconteceu com presença de alunos internos e externos, que estavam separados em locais distintos dentro da igreja. Além disso, todos os protocolos sanitários foram seguidos, como uso de máscaras, distanciamento social e a disponibilização de álcool gel para todos os presentes. A programação também foi transmitida pelo YouTube da Igreja UNASP, dos dias 01 a 09 de outubro. 

Segundo o Pr. Cândido Gomes, o ponto mais alto dessa semana de oração foi o momento em que as decisões foram tomadas. “Eu tive o privilégio de conversar com alguns estudantes, especialmente na quarta-feira quando fiz um apelo para decisão de entregar o coração a Jesus e vários estudantes vieram a frente abrindo coração para o Senhor, esse momento é emocionante. Quando um jovem se levanta e diz sim ao seu Senhorio isso tem um significado muito grande”, afirma o pastor. 

Louvor e adoração fizeram parte da semana de oração “A Revolução”

Historicamente, a semana de oração é um evento tradicional que acontece duas vezes por ano no campus, com intuito de proporcionar aos alunos e a comunidade da Igreja UNASP momentos de intimidade com Deus em busca de uma renovação espiritual.

Para o responsável espiritual do campus Engenheiro Coelho, Pr. Binho Oliveira, o grande objetivo dessa semana de oração é fazer uma revolução espiritual na vida das pessoas. “Cada semana de oração é diferente da outra, por conta do tema, pregador, e pelo contexto social que a gente vive atualmente no mundo. Esse semestre o objetivo da semana é convidar os alunos e membros da igreja a fazer uma revolução espiritual que começa de dentro para fora, trazer a percepção de uma revolução espiritual interna para depois fazermos uma revolução no mundo”, ressalta.

O evento espiritual terminou com a cerimônia de Santa Ceia e batismo, onde os alunos relembraram o sacrifício que Jesus fez na cruz. A aluna do primeiro ano de jornalismo, Bruna Amaral Schaun, conta que aprendeu coisas novas durante a semana de oração. “Eu aprendi que Jesus não exige o imediatismo de nós, que façamos uma revolução total na nossa vida só de uma vez, mas que focamos numa área pessoal e trabalharmos para desenvolver essa parte, depois seguir com outra. E também que devemos olhar o imediatismo como destruidor que faz se esquecer que a vida tem processos e que é bom aguardar esses processos de Deus”, explica.