UNASP comemora o Dia da Enfermagem no curso com nota 4 do MEC

Acontece no Unasp

Escrito por

Aira Annoroso

Publicado em

13 maio 2021

Alunas de Enfermagem do UNASP.

12 de maio é o Dia Mundial da Enfermagem, comemorado ontem. Uma data que se tornou significativa não só para enfermeiros, mas para toda a população. Em primeiro lugar, essa profissão sempre foi importante. Todavia, desde o início da pandemia, as pessoas têm dado cada vez mais valor. Isso tudo tendo em vista que a sociedade tem acompanhado a dedicação de tantos enfermeiros atuando na linha de frente contra o novo coronavírus.

DIA DA ENFERMAGEM

Há mais de 50 anos o UNASP tem formado enfermeiros para atuar de forma diferenciada no mundo do trabalho. De acordo com Vivian Zorzim, coordenadora do curso, “no UNASP o enfermeiro é formado para cuidar do ser humano de forma completa”, diz. Em outras palavras, a coordenadora explica que eles levam em consideração todos os aspectos da vida do paciente. Por exemplo: o lado físico, espiritual, emocional, a família e a comunidade em que ele vive.

Formatura de Enfermagem do UNASP, em 2020.

Vivian conta que o contexto da pandemia mudou muito a forma como a essa profissão é vista pela sociedade. Segundo ela, ficou nítido que um sistema de saúde não funciona sem enfermeiros. “Trabalhamos em equipe multidisciplinar, mas é o enfermeiro que dá equilíbrio no grupo, pois é ele que está com o paciente por mais tempo”, ressalta.

Em contrapartida, essa valorização, que aumentou recentemente, deu ao Dia da Enfermagem mais um motivo ainda para comemorar. No último ano o número de contratações de enfermeiros aumentou mais da metade em comparação aos anos anteriores.

NOTA 4 DO MEC

A avaliação mais recente, dada pelo Ministério da Educação ao final de abril ao curso de Enfermagem do UNASP, foi nota 4 no Conceito Preliminar de Curso (CPC).

O CPC é um indicador composto que avalia os cursos de graduação agregando quatro dimensões da qualidade da educação, e a nota máxima é 5. Essas quatro dimensões compõem a nota do CPC:

  1. Desempenho dos estudantes (20%)
  2. Valor agregado (35%)
  3. Corpo docente (30%)
  4. Percepção do Discente sobre as Condições do Processo Formativo (15%)

Para Amanda Avanci, que é aluna de Enfermagem no UNASP, o curso tem boas avaliações por vários motivos. “Toda a didática usada, a estrutura e a tradição colaboram para que o curso seja cada dia melhor”, revela.