Uma carona para a gentileza

Não Classificado

Escrito por

Redação

Publicado em

18 nov 2014

São alguns quilômetros de uma leve subida. É uma longa distância da portaria ao acesso a qualquer prédio do Unasp-EC. Alguns têm carro, outros moto. Para não ficar à pé, alguns tem bicicleta. Mas a maioria vai na “pernada”.

Uma das culturas mais peculiares do Unasp é dar carona. “Eu sei que não é fácil subir aquela ladeira à pé, então eu ficaria muito feliz se me dessem carona. Eu tento partilhar meu carro, que é velhinho, com as outras pessoas”, conta Thais Benedeti, estudante de Teologia. “Eu sei como é triste andar tudo isso porque já estudei aqui, então dou carona porque sei que é ruim”, explica Thaise Chanan, mãe de alunos.

Com essa tradição, até foi estabelecido pontos de carona. Um deles é na portaria e o outro próximo ao prédio do ensino superior. “Eu sempre espero aqui e sempre consigo uma carora”, conta Gabriel Meira, estudante de Engenharia Civil. “É muito legal a confiança que as pessoas têm aqui. Estudamos no mesmo lugar, a maioria tem a mesma religião, conhecemos a maior parte das pessoas, então isso ajuda muito”, explica.

Na semana passada, no dia 13 de novembro, foi comemorado o Dia da Gentileza. Entre tantas outras formas de demonstrar preocupação pelas pessoas, a carona é uma das mais tradicionais aqui no Unasp-EC. “Eu penso nas pessoas como eu gostaria que pensassem em mim quando eu estava à pé e sempre que posso dou carona”, afirma Thais Oliveira, estudante de Jornalismo.