Foi publicado no Diário Oficial da União da última terça-feira, 30/06, a nomeação do reitor do Centro Universitário Adventista de São Paulo (UNASP), Dr. Martin Kuhn, como membro da Comissão Assessora da CAPES. A comissão é formada por docentes e especialistas de todo o país que representam as grandes áreas do conhecimento no Brasil, que são as Ciências Humanas, Sociais Aplicadas, Agrárias, da Saúde, Biológicas, Exatas, da Terra, Engenharias, Linguística, Letras e Artes.

De caráter permanente, a Comissão Assessora é responsável por analisar o mérito dos recursos das decisões que o Conselho Técnico Científico da Educação Superior (CTC-ES) realiza e emitir um parecer sobre isso, a fim de auxiliar a decisão final do presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Ou seja, a Comissão Assessora é a que avalia os pareceres e recursos referentes a autorizações e reconhecimento dos programas de Mestrado e Doutorado no Brasil

O Conselho Técnico-Científico da Educação Superior (CTC-ES) é o órgão da CAPES responsável pela análise de propostas de novos cursos de pós-graduação stricto sensu e atribuição de notas desses cursos além de acompanhar os programas executados pela própria Coordenação.

Esta é a primeira vez que um representante do UNASP participa dessa comissão. Para o reitor Martin Kuhn, essa nova responsabilidade e reconhecimento contribuem para o maior desafio do Centro Universitário: se tornar a Universidade Adventista do Brasil.

“É uma honra participar deste grupo que dentre outras responsabilidades está a de ser o revisor do CTC em processos submetidos ao Presidente da Capes em caráter de recurso. Certamente é uma grande oportunidade para o nosso UNASP ser reconhecido e aprender com vistas ao amadurecimento do stricto senso e do fortalecimento da pesquisa em nossa instituição”, afirma.

Com doutorado em Comunicação e ampla experiência em Gestão Educacional, Martin Kuhn é reitor do UNASP desde junho de 2016

Entenda melhor sobre a Comissão Assessora da Capes

A Capes tem dois conselhos, o Superior e o Técnico Científico. O Conselho Superior, em média, se reúne três vezes ao ano e representa um olhar externo sobre a agência de fomento. Já o CTC se reúne com maior frequência e define o olhar interno da Capes, isto é, o que os representantes de área têm sobre ela.

É ele que toma a decisão final sobre a avaliação dos cursos, bem como aprova, ou recusa, propostas de novos cursos superiores de pós-graduação. O conselho também participa na elaboração da proposta do Plano Nacional de Pós-Graduação do MEC.

Já a Comissão Assessora tem por objetivo se certificar de que existe correspondência entre o recurso e o pedido originalmente apreciado pelo CTC-ES, analisar o mérito dos pedidos de recursos das decisões do Conselho Técnico Científico no que corresponde a avaliação da Capes na proposta de curso novo (APCN) ou da avaliação quadrienal do programa de pós-graduação stricto sensu.

Por fim, a Comissão Assessora emite pareceres quanto ao mérito dos pedidos de recursos para manifestação do Conselho Superior que subsidiará decisão final do Presidente da CAPES.

Martin Kuhn ao lado do presidente da Capes, prof Benedito Aguiar.