O Centro de Memória do UNASP participou neste último final de semana da Jornada do Patrimônio. Um evento promovido por órgãos da Prefeitura de São Paulo em toda a capital.

A JORNADA

Totem e arco do UNASP.

A Jornada do Patrimônio é uma ação inspirada nas “Journées Européennes du Patrimoine”, cujo objetivo é de democratizar o acesso da população ao patrimônio cultural da cidade e realizar eventos nos imóveis tombados. Em um intenso final de semana, dezenas de artistas, pesquisadores, e agentes culturais organizam palestras, visitas guiadas, workshops em instituições, museus, casas, ruas, e parques tombados. 

A ação foi criada pela Secretaria Municipal de Cultura, por meio de seu Departamento do Patrimônio Histórico e da Coordenadoria de Programação Cultural. Este ano foi realizada a sexta edição da Jornada com o tema “Nossa cidade, nossas memórias”. Devido a pandemia, muitos eventos foram realizados pelos meios virtuais. Totens foram espalhados pela cidade e a população pôde acessar as programações através de um QR Code.

PATRIMÔNIO DO UNASP SÃO PAULO

O UNASP São Paulo foi fundado em 1915 por missionários estrangeiros da denominação Adventistas do Sétimo Dia. Por ser uma instituição centenária, pelo seu patrimônio no Capão Redondo, sua história e relevância no cenário paulistano, o UNASP São Paulo foi tombado pelo Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo (CONPRESP) em 2018. 

“O UNASP possui uma grande importância não só dentro da memória adventista, mas também na história da formação do bairro. Seu legado até hoje como o maior centro universitário da região, uma grande concentração de área verde, e uma das únicas instituições tombadas no bairro, compondo um importante eixo cultural na zona sul de São Paulo”, comentou a historiadora Profa. Dra. Gabriela Abraços.

O UNASP NA JORNADA DO PATRIMÔNIO 2020

O UNASP São Paulo, por meio de seu Centro de Memória, participou da Jornada do Patrimônio 2020 da categoria “Imóveis Tombados online” com duas programações virtuais. No sábado a noite realizou a live “Tour Virtual: memórias de uma instituição tombada no Capão Redondo” onde a coordenadora do Centro de Memória Emily Bertazzo, e a historiadora Dra. Gabriela Abraços conversaram sobre as noções de memória, patrimônio e tombamento, e discutiram sobre o patrimônio do UNASP e, em especial, do Prédio Central, edificação que completa 95 anos em 2020, onde está instalado o Centro de Memória UNASP São Paulo. 

Live de sábado:

No domingo, o programa foi “andar” virtualmente pelo campus através da plataforma Google Maps, onde o UNASP possui toda a sua propriedade fotografada e disponível online.

A coordenadora do Centro de Memória do UNASP, Emily Bertazzo, encerrou a programação agradecendo a Secretaria Municipal de Cultura e o DPH pela promoção do evento. “São ações como essa que potencializam o trabalho realizado durante todo o ano. Especialmente nesse ano de pandemia, nós intensificamos nossa presença nos meios digitais, já temos um público de ex-alunos, colaboradores e amigos que nos acompanha. Porém, esse esforço conjunto realizado por tantas instituições e tantos agentes culturais, proporciona o acesso de diferentes públicos ao trabalho que vem sendo realizado aqui”, disse.

A programação completa da Jornada do Patrimônio 2020 e os fotolivros das edições anteriores estão disponíveis clicando aqui.