Setembro amarelo: iniciativas e atividades marcam a data no UNASP

Vida no Campus

Escrito por

Redação

Publicado em

11 set 2020

Setembro amarelo - Garota jovem de camiseta amarela
Unasp realiza diversas atividades de promoção a vida em apoio a campanha do Setembro Amarelo.

De acordo com o site oficial da campanha Setembro Amarelo, “desde 2014, a Associação Brasileira de Psiquiatria – ABP, em parceria com o Conselho Federal de Medicina – CFM, organiza nacionalmente o Setembro Amarelo®. O dia 10 deste mês é, oficialmente, o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, mas a campanha acontece durante todo o ano” (fonte:www.setembroamarelo.com).

Em apoio a campanha, nesta quinta-feira, dia 10, o UNASP Hortolândia realizou algumas atividades com os quase 150 alunos que estão residindo no campus. A surpresa começou pela manhã, com uma serenata realizada pelos professores e funcionários, que cantaram na porta dos dormitórios feminino e masculino.  Na hora do almoço a festa continuou com uma refeição especial repleta de vários alimentos em tons amarelos, cartazes de frases motivacionais e música ao vivo. De acordo com o diretor interno, Maquir Oliveira, as atividades vão continuar.

Alimentos em tons de amarelo
Restaurante do campus serve almoço recheado de alimentos em tons de amarelo.

“A data do Setembro Amarelo busca evidenciar a vida, por isso todas essas atividades de hoje. Neste final de semana ainda vamos promover uma festa com um tema surpresa para os alunos, e temos certeza que eles vão curtir”, explicou o diretor.

Ainda dentro do mês devem acontecer ações em apoio a campanha que envolverão a comunidade e funcionários, como a doação de sangue, distribuição de mensagens personalizadas e outras iniciativas nas redes sociais.

Setembro amarelo em ação

Com o tema Viva a Vida os três campi UNASP estão promovendo ações para e entre os alunos buscando a valorização da vida e do ser humano.

“No UNASP, a Pastoral do Campus divide a liderança do projeto de apoio emocional aos alunos”, explica o diretor da pastoral do Unasp Hortolândia, Wanderson Paiva, que também está a frente destes projetos. Para ele é fundamental que as pessoas estejam engajadas ao projeto. “Todos podem e devem participar desse processo. Precisamos aprender a olhar as pessoas com os olhos de Jesus. Ele via muito além do que elas demonstravam. Esse projeto não deve ficar restrito a um mês. Setembro é mês de ênfase, mas ações práticas devem ser manifestadas e consolidadas por toda a vida”.

Apoio psicológico

A Organização Mundial da Saúde revela que, anualmente, cerca de 800 mil pessoas cometem suicídio ao redor do mundo, com um suicídio ocorrendo a cada 40 segundos. Com a pandemia da Covid-19, um estudo americano revela que o número de casos de suicídio aumentou em 32 %.

Buscando apoiar alunos, familiares e comunidade o UNASP em parceira com a Igreja Adventista do Sétimo Dia estão envolvidos no projeto Ouvido Amigo. Onde pessoas que precisam conversar podem acessar o site do projeto https://ouvidoamigo.com.br/, e usufruir de um atendimento de até 30 minutos com um especialista, de forma segura e sigilosa.

Além disso o Centro de Valorização a Vida (CVV) tem em sua campanha, um número telefônico gratuito de emergência, o 188, que atende pessoas em crise emocionais na busca valorizar a vida e prevenir o suicídio.

Para os alunos residentes que apresentam alguma necessidade, após triagem, o Unasp Hortolândia também oferece um atendimento psicológico, com um profissional da área. “Embora a data do Setembro Amarelo nos faça lembrar e dar destaque ao assunto do suicídio, a instituição tem desenvolvido um trabalho ao longo do ano, oferecendo apoio psicológico aos alunos que necessitam de ajuda”, explicou Maquir.

Viva a Vida nas redes sociais

Diversos cartazes, vídeos e posts sobre o setembro amarelo tem ganhado espaço nas redes sociais do UNASP Tricampi.

Cartaz com frase motivacional
Frases, enquetes e vídeos sobre o tema Setembro Amarelo tem marcado os posts do Unasp nas redes sociais.

Com a intenção de envolver alunos e demais seguidores do UNASP na internet, a campanha tem buscado engajar e sensibilizar as pessoas nesse assunto tão importante que é o suicídio. “De alguma maneira, o objetivo é compartilhar a valorização da vida entre alunos, pais, professores, servidores e comunidade que estão no entorno de cada campus”, destacou Paiva.