Seminário discute preconceito racial

Não Classificado

Escrito por

Redação

Publicado em

19 Maio 2014

Uma discussão sobre preconceito, ações discriminatórias e as conquistas dos negros na sociedade brasileira foram alguns dos temas abordados no II Seminário de Consciência Negra, o Secone. O evento contou com a presença de mais de 100 alunos que puderam apreciar a palestra de Rosangela Malachias, doutora em Comunicação pela USP e docente no Centro de Estudos Africanos na mesma instituição.

No início do Secone os presentes puderam conhecer mais sobre os assunto em cinco oficinas ministradas por professores e estudantes do Unasp-EC. Em seguida, todos se dirigiram para o auditório central onde o grupo musical dos africanos fez uma apresentação e alguns alunos realizaram uma dramatização em combate ao preconceito racial. Logo após, Rosangela apresentou sua palestra cujo tema girou em torno da trajetória histórica do movimento negro. O título foi “Comunicação e Educação: por uma epistemologia afro-brasileira”. Vídeos falando sobre ações discriminatórias intercalaram a palestra e fez o público interagir com o assunto.

Segundo a palestrante, o negro brasileiro contribuiu muito para a construção da sociedade atual. “Estudando a trajetória do negro no Brasil é possível perceber uma contribuição intensa deles para a construção do que nós somos hoje”, pontua. Ela também afirmou que a existência de um evento como o Secone é importante para que o universitário tenha uma preparação para lidar com a variedade cultural existente no Brasil.

Segundo os organizadores do evento, esse é apenas o primeiro passo para que o assunto ganhe outra perspectiva no universo acadêmico, fazendo com que os futuros profissionais saiam da faculdade com uma visão reparada sobre a temática.

 

Veja mais fotos do evento no flickr do Unasp-EC.