Semana Agronômica aborda a Inovação Tecnológica

Acontece no Unasp

Escrito por

Gabriel Dias

Publicado em

04 nov 2019

Crédito imagens

Gabriel Dias

Curso separa quatro dias para a reflexão sobre avanços no mercado

A semana de Engenharia Agronômica chegou a sua quarta edição. O tema escolhido foi “Novas tecnologias no sistema agrícola”. Palestras, mesas redondas e cursos com o objetivo de aproximar estudantes dos conteúdos ocorreram dos dias 29 de outubro a 1º de novembro.

Para Walter Carvalho, coordenador do curso de Engenharia Agronômica, o agronegócio é extremamente importante para a economia brasileira. Esse setor movimenta aproximadamente 30% do PIB do nosso país. Por isso, focar na evolução desse mercado é tão importante. Carvalho ainda explica que a semana auxilia o estudante a entra no mercado de trabalho mais preparado. “É o momento em que o aluno pode ter contato com outras atividades inéditas, inovações na área agronômica. Tudo isso é planejado para que ele comece a pensar em sua vida profissional E acadêmica”, relata.

A semana começou na terça-feira pela manhã, com apresentações de trabalho dos alunos. Já o segundo dia de minicursos contou com a presença de Joel Queiroz, que é pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Camila Dourado, docente do Unasp, foi responsável por explicar o processo de enxertia – a criação de novas espécies com a união de tecidos de duas plantas – na quinta-feira pela manhã. O último minicurso foi feito por Adriana Gabia, que trabalha na área de pesquisa da Promip (Manejo Integrado de Pragas). Com a missão de esclarecer a função dos nematoides. Eles são animais cilíndricos que combatem pragas e doenças das plantas, evitando o uso de produtos que prejudicam tanto a saúde dos vegetais quanto dos humanos.

Na terça-feira à noite, ocorreram duas palestras sobre o tema geral para contextualização. No dia seguinte, o foco foi voltado para o Agronegócio, que está em função dessas inovações. E, para terminar as noites de palestras, a avaliação do Ministério da Educação sobre o curso foi apresentada por Marcelo Franca, Secretário Geral da Reitoria do Unasp.

Para o estudante do segundo ano Pedro Campagnari, ter aulas diferentes com grandes nomes do mercado de trabalho e da pesquisa acadêmica é um incentivo. “Esse contato com profissionais da área nos dá chance da gente entender como realmente é  executado o trabalho do agrônomo, além de expandir a nossa visão”, comenta.