Seminário debate Direitos Humanos e estereótipos indígenas

Acontece no Unasp

Escrito por

Jota Terres

Publicado em

09 maio 2019

Crédito imagens

Arquivo

Encontro busca ampliar diálogo e conhecimento sobre a cultura indígena

As Faculdades de História, Pedagogia e Música do Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp), campus Engenheiro Coelho (SP), através do Grupo de Pesquisa em Educação e Diversidade Étnica (GPEDE), e do programa de Mestrado Profissional em Educação, realizam nesta quinta-feira (9), o IV Seminário de Direitos Humanos e a Questão Indígena (SEDHI). O encontro irá receber representante da etnia Pataxó, pesquisadores e especialistas para palestras e debates. 

O SEDHI no Unasp é aberto ao público. O evento acontece no Auditório do Ensino Superior às 19h30. A coordenadora do SEDHI, doutora Germana Ponce de Leon Ramirez, o objetivo é instigar a sociedade sobre a necessidade de uma reflexão sobre a diversidades étnica e culturais. “Pretendemos preparar os participantes a lidar de forma reflexiva com todas as questões humanas que sejam interessantes para o outro e para si, sempre de forma respeitosa e com uma visão mais ampla. Muitos problemas que ocorrem na sociedade se acometem por falta de conhecimento, e se eu não conheço, a minha tendência será sempre de rejeição ou descriminação”, declara.

Entre os palestrantes está o índio nativo de etnia Pataxó Daniel Borges. “As pessoas, no geral, criaram estereótipos sobre os indígenas. Hábitos e costumes se diferenciam em muito do que a maioria pensa ser costumeiros para tudo tipo de situação”, comenta.

Os Pataxós têm uma população estimada em 13.588 e se concentram em sua maioria nos estados do Espirito Santo, Minas Gerais e Bahia.

A preservação da língua íngua da família maxakali, do tronco macro-jê, é um dos pilares culturais mantidos, mesmo com a influência da colonização portuguesa no Brasil. “Os que participarem terão um verdadeiro contato com cultura indígena, e assim, irão gerar a necessária reflexão sobre o assunto”, afirma. No Unasp estudam quatro índios de etnias diferentes.

A quarta edição do Seminário de Direitos Humanos e a Questão Indígena acontece no Unasp, localizado na Estrada Municipal Pastor Walter Boger, S/N, em Engenheiro Coelho (SP). A entrada é livre.

NEDE
O Unasp mantém o Núcleo de Estudos da Diversidade Étnica (GPEDE) que incentiva pesquisa sobre diversidade étnica e promove eventos sobre essas questões desde 2010. Anualmente são realizados os seminários do SEDHI e o de Debates sobre a Consciência Negra (SECONI).

Todos os encontros resultam em artigos, livros e participações em eventos nacionais e internacionais de discentes e docentes da instituição. Os pesquisadores e universitários interessados em participar dos Grupo de Pesquisa em Educação e Diversidade Étnica devem procurar o Unasp, através das coordenações dos cursos superiores de História ou Pedagogia, através do telefone (019) 3858-9000.

CONFIRA
IV Sedhi – Seminário de Direitos Humanos e a Questão Indígena
Data: 9 de maio de 2019
Horário: 19h30
Local: Auditório do Ensino Superior no Unasp.