Profissionais de todo Brasil discutem sentimentos e emoções na atualidade

Não Classificado

Escrito por

Redação

Publicado em

06 fev 2014

Teve início nesta quinta-feira, 6 de fevereiro, a segunda edição do Congresso Brasileiro de Psicólogos Cristãos que ocorre simultâneo à Terceira Jornada de Aconselhamento Cristão. Psicólogos, educadores, teólogos entre outros profissionais, estão reunidos no Unasp campus São Paulo para discutirem o tema “Sentimentos e Emoções na Contemporaneidade”.

A coordenadora do Curso de Psicologia do Unasp SP e organizadora do evento, Tércia  Barbalho, explica que o objetivo do congresso é trazer conhecimento científico, atualizar os conhecimentos na área da Psicologia e levar aos congressistas propostas de trabalho, propostas de intervenções e a troca de conhecimento. “Os sentimentos permeiam toda a vida e todos os relacionamentos das pessoas. Quer no trabalho, na família, consigo mesmos e em ralação a sua espiritualidade. Os Sentimentos e as Emoções na Contemporaneidade são: o que estamos sentindo hoje? O que estamos fazendo com o que estamos sentindo hoje? Como estamos nos protegendo do que sentimos hoje?”, informou.

Esta temática atraiu congressistas de todas as regiões do Brasil. Há representantes dos três estados do sul do país. Da região norte vieram participantes de Manaus, Belém do Pará e do estado de Rondônia. São Luís e Salvador, no nordeste, e Cuiabá e Goiânia representando o centro oeste. Além de Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo, tanto capital como interior.

O participante Tácio Carvalho cursava Psicologia em uma universidade de Goiânia. Seus princípios e crenças o motivaram a mudar de cidade e buscar uma formação compatível com sua visão de mundo, em um local que, segundo ele, valoriza a neutralidade científica. “Uma instituição carrega consigo não apenas uma grade curricular que dá o direito ao aluno de ter uma formação profissional. Uma instituição também carrega crenças, valores e pressupostos que, de certa forma, têm uma grande influência na formação do aluno. A formação de qualquer faculdade não é apenas cognitiva, pelo contrário, é mais relacional. Logo quando fiz minha matricula fui informado do Segundo Congresso Brasileiro de Psicólogos Cristãos e gostei do tema, julguei importante estar aqui”, afirmou.

No primeiro dia de congresso, os assuntos analisados em palestras trataram desde temas, como por exemplo, “Sentimentos como fonte para doença”, apresentado pelo doutor Adam Arechiga da Universidade Adventista de Loma Linda, nos Estados Unidos, até “Conversando com Clarice Lispector: uma discussão sobre Afeto, Emoções e Perdas”, tema exposto pelo doutor Modesto Rolim Neto.
Além das palestras, os congressistas puderam participar de uma das sete oficinas que, de forma prática, abordaram temas como “A Química das Emoções” e “Os significados emocionais da adoção”.

O psicólogo Belisário Marques, com mais de quarenta anos de experiência clínica, e pioneiro do Curso de Psicologia do Unasp, esclareceu em sua palestra que não se deve misturar religião com emoção e psicologia com religião. “Como o sentimento é que vai determinar a qualidade de vida do ser humano e a religião está preocupada com a qualidade de vida do ser humano, existe uma relação. De certa forma, a religião funciona como um mecanismo de enfrentamento da vida pelo indivíduo. As pessoas que têm religiosidade ou espiritualidade têm melhor condição de saúde e de vida”, explicou.

O Congresso Brasileiro de Psicólogos Cristãos ocorre até o dia 8 de fevereiro, um sábado. O doutor Belisário Marques é o orador do próximo culto na Igreja do Unasp SP e falará sobre “Conflitos Inerentes à luta pela Espiritualidade”. O sermão terá transmissão ao vivo, a partir das 8h30, pelo site www.igrejaunasp.com.

por Murilo Pereira

Foto: Devson Lisboa