Ipês amarelos encantam alunos e visitantes do Unasp

Vida no Campus

Escrito por

Thaís Fowler

Publicado em

15 ago 2019

Crédito imagens

Venâncio Evensen

Entrada do campus ganha um novo colorido na estação mais fria do ano com o florescimento do ipê amarelo anunciando a chegada da primavera

O mês de agosto chegou e com ele o colorido do ipê-amarelo. Quem passa pela portaria do Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp), campus Engenheiro Coelho, logo percebe a cor vibrante das árvores enfeitando a entrada do local. Um cenário diferente na rotina de alunos, colaboradores da instituição e visitantes que passam diariamente pela região.

O espetáculo da floração dos ipês encantou a estudante de Ciências Contábeis Izadora Lima. Ela é aluna interna e em companhia das amigas desceu até a portaria do campus apenas para registrar a beleza das árvores. “Fico admirada como a natureza pode proporcionar algo tão lindo na estação que estamos. Faz com que você queira guardar uma recordação, seja só do ipê ou você como parte do cenário, pois proporciona lindas fotos”, destaca a estudante que aguarda ansiosa o período no qual as flores douradas desabrocham.

Mas Izadora não foi a única a tirar foto no local. Muitos estão celebrando a floração com muita gratidão. O reitor do SeminárioAdventista Latino-Americano de Teologia (SALT), Adolfo Suarez, publicou em uma de suas redes sociais uma foto desse momento. A fotografia recebeu várias curtidas, comentários e compartilhamentos. Assim como essa, outras imagens estão viralizando pelas redes sociais, exaltando a beleza natural do campus.

As mudas foram plantadas no campus em 1.999. Elas surgiram em substituição a outra árvore com raízes profundas passíveis de danificar o massa asfáltica. O doutor em Direito e Engenheiro Agrônomo, Carlos Hees, foi um dos responsáveis pela plantação. “Nós ganhamos as mudas em uma negociação com a Secretaria de Meio Ambiente do Estado de São Paulo. Tinha outras espécies, mas optamos pelo ipê-amarelo que é um símbolo nacional. Um equipe de 10 funcionários e 15 alunos participaram do plantio”, relembra o professor na época Engenheiro Agrônomo do campus e atualmente professor do Unasp.

Espetáculo da vida

Os Ipês amarelos são as árvores mais resistentes e atingem entre 15 e 18 metros. As flores podem durar em média 15 dias, sendo que uma árvore pode florir mais de uma vez durante o mesmo período de seca. A intensidade das flores é impactada pelas chuvas que em determinadas épocas inibem o florescimento. O colorido dos ipês é um show à parte, e várias outras espécies enfeitam as alamedas do Unasp.

 

As mudas foram plantadas no campus em 1.999. Elas surgiram em substituição a outra árvore com raízes profundas passíveis de danificar o massa asfáltica.

Izadora anda pela área verde do campus e fica admirada em como a natureza pode proporcionar algo tão lindo. “Na minha vida isso reflete de maneira positiva, em que eu consigo entender que para florescer leva tempo, dias, meses ou até ano. Mas quando acontecer algo vai ser incrível e vou poder aproveitar mesmo que poucos dias”, destaca as estudante ao perceber que a planta além de beleza proporciona um ambiente de reflexão.

Ao passar pela portaria do Unasp, o professor Carlos Hees relembra com saudosismo como tudo começou e se encanta com o resultado. “Ainda hoje eu tirei uma foto enquanto subia. É gostoso e gratificante olhar os ipês e ver que valeu a pena todo o trabalho”, confidencia em meio a sorrisos ao presenciar as belas flores que por um curto período formam um verdadeiro espetáculo da natureza.