Estudantes participam de programa sobre inteligência emocional

Vida no Campus

Escrito por

Sabrina Girotto

Publicado em

08 maio 2019

Fazer com que os jovens tenham cuidado ao lidar com os sentimento, passar por mudanças, escolhas ou momentos de ansiedade, é uma necessidade nos tempos atuais. Por isso, nos dias 3 e 4 de maio, os alunos residentes do Unasp Hortolândia, participaram da segunda temporada do Encontro, um projeto de inteligência emocional que convida pedagogos, psicólogos, pastores e demais palestrantes para tratar sobre esses temas.

Ellen Monarin, idealizadora do projeto, conta que ao chegar no internato para geri-lo, começou a fazer visitações nos quartos das alunas para um momento de diálogo, com o objetivo de melhor conhecê-las. “Nesses momentos de visitação, eu descobri a dificuldade que elas tinham de lidar com as situações do cotidiano e não ter com quem conversar. Sendo assim, comecei a perguntar sobre temas que seriam de interesse delas para realizar um programa onde esses assuntos fossem debatidos”, conta.

Os alunos foram divididos em doze grupos para passarem pelas salas de bate papo.

Na sexta-feira à noite, de acordo com Ellen, “é realizada uma palestra marcante, que tenha conexão com o cotidiano deles. No sábado à tarde, é quando acontecem as rodas de conversas. Elas são realizadas com uma quantidade menor de alunos por sala para que os momentos de escuta sejam realmente aproveitados”. Ellen diz que os alunos são divididos em meninos e meninas do ensino superior e ensino básico para que os palestrantes possam falar com eles em linguagem própria para cada grupo. Neste ano, os alunos foram divididos em doze grupos para passarem pelas salas de bate papo.

Feedback dos alunos

“Muitos alunos chegaram a chorar por lembrarem de situações em que se sentiram sozinhos. Eles lembraram de um assunto familiar mal resolvido ou de situações dentro da roda de amigos. A fala deles é de que nunca houve antes este espaço para que eles tivessem não apenas orientações, mas também para que fossem ouvidos! Com o Encontro, criou-se um vinculo entre os palestrantes e os alunos. Eles entenderam que o Unasp está preocupado com aquilo que eles vivenciam na escola, dentro do quarto e com os amigos… Aqui é a casa deles, por isso, é aqui também que devemos tratar as suas questões emocionais! Este olhar fez toda a diferença para a maioria dos jovens que participaram do programa”, finaliza Ellen.