Estudantes de psicologia realizam uma ação no Centro de Atendimento Psicossocial

Impacto Social

Escrito por

Glória Barreto

Publicado em

16 maio 2019

Crédito imagens

Thais Girotto e Mariana Silva

Estudantes de psicologia pintaram o muro da CAPs Vida em Hortolândia, SP.

Na manhã desta quarta-feira, 15 de maio, estudantes do curso de psicologia foram auxiliar na pintura do muro do Centro de Atendimento Psicossocial (CAPs) III Vida, do município de Hortolândia.  A ação social é o resultado de uma parceria entre o Unasp e a coordenação de saúde mental da prefeitura.

O curso e psicologia do Unasp junto a secretaria de saúde do município, estão promovendo neste no mês de maio diversas atividades em celebração ao dia 18 de maio, que se comemora o Dia Nacional da Luta Antimanicomial. O projeto envolve várias atividades como palestras, rodas de conversas, encontros e nesta quarta a atividade foi mais prática, pois pintura do muro do CAPs é uma ação social em benefício da comunidade.

O Caps Vida que fica na rua João Cacian, 161, no parque Ortolândia atende adultos com transtornos psiquiátricos do município e atualmente presta atendimento de segunda a sexta, das 7 às 17 horas. Porém, a partir deste sábado (18) passará a funcionar em período integral, todos os dias da semana. Atendendo usuários que estão em situação de crise e precisam desta retaguarda.

Diante da iminente inauguração, além dos alunos de psicologia, muitas pessoas estavam envolvidas em melhorias necessárias para que a estrutura física possa atender o público. “Hoje estamos organizando vários detalhes para deixar o espaço mais bonito e funcional para tornar possível o atendimento 24 horas. E para isso, contamos com usuários, profissionais da CAPs e com os alunos do Unasp. E essa ajuda é muito importante para nós”, declarou a responsável pelo apoio a Gestão de Saúde Mental do município, Leice Santos .

E esse foi o resultado final da pintura.

Para a coordenadora do curso de psicologia, Jéssica Silva, que acompanhou e ajudou os alunos na pintura do muro, esse tipo de parceria insere o estudante na realidade social do município. “A psicologia é uma profissão que tem como objetivo fazer a diferença social, gerar transformação social. Então poder fazer com que meu aluno, já no primeiro semestre, possa observar e fazer pequenas ações, que são muito mais ações sociais do que técnicas, já traz para eles uma formação importante. Eles já estão dentro do contexto, vendo uma das possibilidades do campo de trabalho e melhor do que isso, fazendo uma boa ação”.

O estudante de psicologia, Rafael Gustordi, explica que a principio decidiu participar pelas horas complementares, mas que tem aprendido muito nestas atividades. “A gente já participou de algumas palestras que aconteceram lá no Unasp, e agora chegou a hora da gente vir ajudar, botar a mão na massa. Essa parceria nos ajuda a conhecer um pouco mais destes trabalhos que são muito importantes para a sociedade e para nós também”, conclui Gustordi.