Encontro comemora 90 anos da primeira formatura de Teologia no Brasil

Não Classificado

Escrito por

Redação

Publicado em

09 set 2012

Há 90 anos, em dezembro de 1922, graduava-se a primeira turma do Curso Preparatório Ministerial do então Seminário Adventista. Era a primeira fase, ou  o início do Curso de Teologia da Igreja Adventista do Sétimo Dia no Brasil.

O grupo de nove formandos, composto por Domingos Peixoto da Silva, Ernesto Bergold, Alma Meyer Bergold, Phillonila Santos Assumpção, Adelina Zorub, Rodolpho Belz, Guilherme Denz, Isolina Rodrigues Waldvogel e Luiz Waldvogel, escolheram “Rumo ao Mar” como lema da formatura. Este título descreve o compromisso missionário que marcou o ministério individual de todos eles, personalidades responsáveis, em grande parte, pela consolidação do adventismo no Brasil.

Os homens da turma ocuparam atividades pastorais, já as mulheres, quatro no total, foram preparadas para o serviço de educação.

“Deram exímia contribuição para o desenvolvimento da igreja. Dessas nove sementes a Igreja Adventista hoje se consolidou, se expandiu por todo o território nacional”, definiu o pastor Renato Stencel, diretor do Centro Nacional da Memória Adventista no Brasil.

Caracterizados com o figurino da década de 1920, familiares descendentes deste grupo de pioneiros, representaram como teria sido a última aula da turma, ainda no Seminário, e a cerimônia de formatura em 1922.

A comemoração ocorreu na manhã do domingo, 26 de agosto de 2012, no auditório Ellen White no Unasp, campus São Paulo. Local em que por cerca de 70 anos manteve a única instituição formadora de pastores adventistas no país.

“Essa história toda chega até nós muito forte ainda, e ela é a grande motivação para continuarmos cumprindo a missão da educação adventista: preparar jovens, rapazes e moças para servir a Deus, servir ao próximo e à pátria. Então, o lema dessa turma, que é o grande legado que eles deixaram, é aquilo que nos movimenta e direciona as nossas ações ainda hoje”, reflete Helio Carnassale, diretor geral do Unasp, campus São Paulo.

Foi uma manhã festiva marcada por reencontros e compartilhamento de boas recordações. Muitos já estão idosos, mas tiveram o privilégio de, durante a infância e juventude, conviver e aprender com alguns dentre o grupo de nove pioneiros. “Essas coisas ajudam a reciclar o pensamento idealista do ministério adventista”, destacou o pastor Assad Bechara ao mencionar diversas situações vividas com alguns representantes da primeira turma.

Para o pastor Emilson dos Reis, diretor da Faculdade de Teologia do Unasp, campus Engenheiro Coelho, esses encontros são importantes para recordar a missão e a herança que eles deixaram para as gerações seguintes. “No passado as coisas eram um tanto difíceis, mais do que hoje, e mesmo assim havia dedicação, havia um empenho, uma fé muito grande. O ato de lembrarmos desses fatos nos ajuda a continuar nesse caminho nos dias de hoje”, ressaltou.

Em 90 anos de Teologia Adventista no Brasil (1922 – 2012) estima-se que, apenas na instituição do Estado de São Paulo, por volta de 2.500 alunos tenham concluído a formação em 92 turmas ao longo desse período.