“Drive da Esperança” reaproxima alunos e pais do Colégio Unasp

Acontece no Unasp

Escrito por

Aira Annoroso

Publicado em

22 jun 2020

Além do livro A Maior Esperança, os pais que passaram pelo Drive puderam levar para casa o “mimo” do kit com suco de uva e colomba.

O isolamento social foi uma das medidas adotadas no Brasil e no mundo, de forma estratégica, para evitar o contágio do novo coronavírus. Todavia, segundo a psicóloga Vivian Araujo, docente do curso de Psicologia do Unasp São Paulo, é normal se sentir pressionado e ansioso em períodos com tanta incerteza como este que o mundo está vivendo, “mas o estresse e as sensações associadas a ele, não significam que não sejamos capazes de continuar fazendo o que estamos acostumados a fazer”, afirma.

Pensando neste contexto atual, Colégio Unasp do campus São Paulo criou o Drive da Esperança dentro do campus na última quarta-feira (17) e quinta-feira (18), onde os pais passavam de carro ou moto, acompanhados de seus filhos ou não, e recebiam o livro “A Maior Esperança” juntamente com um suco de uva (representando o sangue de Cristo) e uma colomba (representando o corpo dEle). Além disso, esses encontros, mesmo sem contato físico, foram marcados por sorrisos, palavras de conforto, incentivo e motivação. Segundo o capelão do Colégio Unasp, Roberto Conti, essa foi uma maneira que a instituição encontrou de se reaproximar dos pais e dos alunos, e de certa forma, lembrá-los que o apoio e acolhimento continuam o mesmo.

Equipe do Colégio Unasp envolvida no projeto do Drive da Esperança.

Reaproximação

“Trazer as pessoas para dentro do Colégio sempre foi muito interessante para nós. De tempo em tempo, nós sempre trazemos os pais para cá, fazendo eventos para eles”, diz Conti. “Uma mãe comentou que precisamos trazê-los de volta para dentro do Colégio, é o que os pais mais gostam, que é o contato próximo deles com a gente”, completa o capelão, destacando que mais de 1.000 pais passaram pelo Drive da Esperança em dois dias.

Além de entregar o livro, do suco de uva e da colomba, a equipe do Colégio Unasp dedicou tempo e atenção para conversar com esses pais. “Percebemos nos contatos com eles o quanto esse pequeno detalhe faz a diferença. Hoje o mundo está bem sensível, e essa sensibilidade é boa para nós porque através dela, eles podem ver que também estamos sensíveis e abertos ao que precisam. Isso é importante para perceberem em nós essa amizade, irmandade, carinho e amor que sempre sentimos por eles”, ressalta.