Curso de Arquitetura e Urbanismo do Unasp-SP avança em produção científica

Cultura e Ciência

Escrito por

Aira Annoroso

Publicado em

12 set 2019

O tema da Bienal Internacional de Arquitetura e Urbanismo (BIAAA) 2019 será “Territórios e Histórias”.

O Unasp tem criado uma forte política de incentivo à pesquisa nos últimos anos. Um dos cursos mais novos do campus São Paulo, de Arquitetura e Urbanismo, representará a instituição na Bienal Internacional de Arquitetura Acadêmica Adventista (BIAAA), que acontecerá em outubro na Universidade Adventista Peruana Uníon (UPeU), no Peru. Quatro docentes (Dra. Rosane Keppke, Me. Gabriela Abraços, Me. Cleide Doerner, Me. Arthur Rocha) e dois alunos (Juliana Matos e Devson Lisboa) tiveram seus trabalhos aprovados e poderão ser divulgados no evento, onde estarão presentes.

O evento será sediado no Peru, nos dias 7 a 11 de outubro deste ano.

Segundo a coordenadora do curso de Arquitetura e Urbanismo, Dra. Rosane Keppke, os artigos apresentados e aprovados pelo Comitê Científico da BIAAA-UPEU 2019 tratam de pesquisas individuais e colaborativas que somam a experiência profissional e acadêmica dos professores, envolvendo também os alunos. Um dos artigos trata do projeto expográfico do Centro de Memória do Unasp-SP, enfatizando a importância cultural da instituição na região e na cidade de São Paulo, onde alguns prédios foram tombados como patrimônio histórico; o outro trata dos projetos desenvolvidos pelos alunos, que tem no próprio território o seu campo de reflexão e criação.

“Para nossa aluna, Juliana Matos, está sendo um aprendizado dos processos de um trabalho acadêmico. Ao apresentarmos nosso paper poderemos, não só dar visibilidade ao trabalho realizado no Centro de Memória do Unasp-SP, como também, poderemos demonstrar os frutos do trabalho conjunto desenvolvido entre professores e alunos”, explica a Me. Gabriela Abraços, que também estará no evento.

Apoio à pesquisa

Para Rosane, “a produção acadêmica é uma evidência da qualidade de uma instituição de Ensino Superior, tanto maior quando envolve os alunos”, diz, relembrando o tripé “ensino, pesquisa e extensão”, que vem sendo discutido nas reuniões da Academia de Pesquisadores e Comitê Científico do Unasp-SP. Nas ocasiões, a coordenadora de Pós-graduação, pesquisa e extensão, Dra. Maristela Santini, destacou a importância das reuniões para avaliar as produções e direcionar o rumo das próximas pesquisas.

“A política de apoio à pesquisa científica é um braço fundamental da atividade acadêmica. Pois, é o momento em que alunos e professores orientam esforços para geração de um conhecimento inédito, que agrega uma disciplina de pesquisa para a vida acadêmica e profissional do aluno. A geração de conhecimento advinda pela pesquisa, traz um duplo benefício para a instituição: fortalece a trajetória dos alunos como profissionais e possibilita a atualização constante dos docentes que orientam e acompanham os trabalhos”, explica a Me. Gabriela.

A professora ainda ressalta que, com o apoio institucional do Unasp-SP para a participação na BIAAA-UPEU 2019, é uma excelente oportunidade para que seja divulgado o conhecimento que estão gerando no curso em território internacional.