Corais do Unasp Hortolândia seguem em turnê pelo Brasil

Cultura e Ciência

Escrito por

Redação

Publicado em

21 jun 2017

Apresentação do Coral Canto Livre. Fotografia: Jéssica Schlichting

Conhecido como um colégio musical, o campus Hortolândia possui cerca de quinze grupos, entre conjuntos e corais. A Escola de Artes, é a quem coordena e incentiva cada aluno individualmente em suas habilidades musicais proporcionando aulas de instrumentos, canto, ritmo e som. Por isso, entre os dias 14 e 18 de junho, dois dos corais da instituição saíram para uma viagem de apresentações.

O destino do Coral Canto Livre do IASP, foi o interior de São Paulo. Seguiram sexta à noite em direção a IASD (Igreja Adventista do Sétimo Dia) Central de Monte Azul Paulista, no sábado pela manhã passaram pela IASD Central de Catanduva e à tarde na IASD São José do Rio Preto. Por fim, no domingo à noite, IASD Central de Indaiatuba. Para o diretor do coral, Guilherme Schlichting o que não falta é motivos para agradecer a Deus e ao colégio por proporcionarem tamanha benção em poder ir e cantar sobre o amor divino. “A viagem é algo essencial para o coral, pois promove maior integração entre os coristas e com Deus. Grande parte do nosso objetivo como diretoria do coral não é apenas musical, e também espiritual. Nesta viagem, eu acredito que de acordo com os depoimentos e conversas com o pessoal, o objetivo foi alcançado”.

Apresentação do Coral Canto Livre. Fotografia: Jéssica Schlichting

Receber para doar

Para o maestro, cada um só dá aquilo que tem, por isso, eles procuram fornecer uma programação espiritual para o coral, assim cada um deles canta daquilo que está realmente em seu coração. “O coral está passando por um processo de reestruturação de filosofia com o objetivo de reforçar seus alicerces e aprofundar suas raízes, para isso, nossa dedicação a cada jovem corista.  Eu vi, nesta viagem, a presença de Deus crescendo em cada corista, a cada apresentação”.

Um coral de missão

Atividade missionária do Coral de Libras. Fotografia: Dilan Piter

O Coral de Libras em sua turnê missionária, fez algo diferente. Quinta à noite, no Teatro Municipal de Iturama-MG, fizeram uma apresentação para a comunidade de surdos da região. Na parada de Alexandrita-MG, o coral juntamente com o grupo Librarmony, passou de casa em casa convidando a comunidade para a apresentação que ocorreria sexta à noite na Escola Estadual Dom Alexandre. Além disso, também entregaram cestas básicas às famílias carentes, limparam casas de pessoas que precisavam de ajuda e pintaram a escola em que fariam o programa ao anoitecer.

No sábado de manhã, apresentaram três músicas entre o culto e a escola sabatina da IASD de Frutal-MG. No sábado à noite, a última apresentação do musical A Resistência ocorreu na mesma igreja.

Apresentação do Coral de Libras. Fotografia: Dilan Piter

 

Uma história marcante

 Na sexta-feira pela manhã, o Coral de Libras foi dividido em grupos – citados acima. Um deles tinha o objetivo de levar cestas básicas para pessoas carentes. Em uma das residências, uma família com três filhos e um pai, chamou a atenção do grupo. Dias antes do ocorrido, o garoto mais velho de seis anos havia feito aniversário, porém não pode comemorar, já que a falta de comida na casa era grande. No momento em que os coristas chegaram na casa, ele estava cortando tomates que tinha ganhado de vizinhos e assim, poderia comemorar essa data festiva. Sua história comoveu a todos. “Foi uma experiência que eu não esperava. Claro que já sabia que encontraríamos pessoas com dificuldades, mas sei que essas crianças nunca esquecerão do que fizemos por elas assim como não esquecerei esse dia. Eles não sabem o impacto que tiveram na nossa vida”, relatou a corista Dayanne Brandão.

Nesta mesma casa foi realizada uma faxina, uma vez que as condições não era das melhores condições, já que a mãe os havia abandonado. À tarde, todos se mobilizaram enchendo bexigas e levando um bolo para cantarem parabéns o garoto. E por fim, à noite, a família foi assistir ao musical. “Muitas pessoas foram beneficiadas com o projeto de missão desse coral, porém eu tenho certeza que para nós coristas o impacto foi bem maior”, acrescentou Dayanne.

Apresentação do Coral de Libras. Fotografia: Dilan Piter

Por Sabrina Girotto