Colégio Unasp SP desenvolve II Congresso de Criacionismo

Acontece no Unasp

Escrito por

Aira Annoroso

Publicado em

27 mar 2019

Crédito imagens

Larryson Borges

O Colégio Unasp do campus São Paulo realizou hoje (27) o II Congresso de Criacionismo com as turmas do 6° ano. Essa é a etapa onde as crianças começam a estudar como surgiu o planeta Terra, tudo que há nele, e a entender melhor as teorias do Criacionismo e o Evolucionismo. Segundo o professor da disciplina de Ciências, Leandro Penitente, o principal intuito do projeto é estimular o desenvolvimento do pensamento crítico do aluno por meio do estudo e comparação das teorias sobre a origem do Universo.

O Congresso foi interdisciplinar, envolvendo principalmente as aulas de Geografia, História, Religião e Ciências, que já levam o tema no material didático escolar. Para a aluna Maria Eduarda Passos, o Congresso foi bem significativo. “É muito legal porque aqui aprendemos tudo na prática o que vimos em sala de aula”, diz. A professora de Religião, Neila Braga, conta que o projeto nasceu no coração do professor Leandro, mas todos abraçaram a ideia. “O professor Leandro compartilhou a ideia conosco ano passado, quando realizamos o I Congresso, montamos e executamos juntos toda a programação. Por este ser o II Congresso, aumentamos ainda mais a qualidade”, afirma Neila.

“Hoje nós percebemos um número muito grande de alunos que chegam no Ensino Médio com muitas dúvidas e concluem que são ateus. Então a ideia do projeto não é tornar o aluno apenas um receptor de informações, mas sim conhecer todas as teorias possíveis para a origem da vida. Dessa forma a gente consegue contribuir para a construção de um aluno pensante”, explica o professor Leandro Penitente.

Realizar um Congresso de Criacionismo não significa impor aos estudantes que a teoria Criacionista é a correta, mas sim instiga-los. E aos que já são criacionistas declarados, a intenção é propor que eles reflitam o porquê acreditam que esse modelo é o ideal. “Queremos que o aluno tenha todas as informações necessárias para chegarem a uma conclusão e decidirem se são criacionistas ou evolucionistas, e não porque alguém simplesmente lhe disse qual era a teoria correta”, completa Leandro.

A programação do II Congresso de Criacionismo envolveu uma palestra feita pela professora dra. Márcia de Paula, responsável pelo Núcleo de Estudo das Origens (NEO) do Unasp São Paulo, onde as crianças relembraram o que eram fósseis e dinossauros. Após a fala da dra. Márcia, os estudantes se dirigiram ao NEO e aos laboratórios de Microbiologia e de Zoologia. Nestes ambientes os mesmos tiveram a oportunidade de aprender ainda mais na prática.