Colégio UNASP agora tem Curso Técnico em Enfermagem

Profissão e Mercado

Escrito por

Glória Barreto

Publicado em

14 out 2021

Camas e macas similares aos dos leitos hospitalares, com bonecos para aulas práticas.
Laboratório do curso técnico em enfermagem

Agora é oficial! Os Colégios UNASP campus Hortolândia e campus São Paulo vão oferecer o Curso Técnico em Enfermagem a partir de 2022.  Depois de meses de planejamento, construção do currículo, compra de equipamentos e visitas dos órgãos responsáveis, o campus Hortolândia recebeu a autorização final, publicada na portaria número 113, da Diretoria e Ensino Região de Sumaré.

Os interessados no Curso Técnico de Enfermagem do Colégio UNASP São Paulo e Hortolândia já podem realizar sua matrícula para 2022, o requisito acadêmico é ter concluído o Ensino Fundamental. A princípio o curso é voltado apenas para alunos que querem fazer um curso técnico aliado as disciplinas do ensino médio. No futuro, o plano é oferecer o curso técnico para quem já concluiu o ensino médio e o curso de graduação em Enfermagem, que já é uma opção para os estudantes do campus São Paulo.

De acordo com o diretor do Colégio UNASP Hortolândia, Marcel Barreto, a abertura do curso visa atender duas necessidades: o aumento da procura deste profissional no mercado de trabalho e a busca dos estudantes por cursos técnicos a nível de ensino médio.

Laboratório de anatomia destinado as aulas dos cursos de saúde.

O que o estudante aprende no Curso Técnico de Enfermagem ?

A coordenadora do curso de graduação em Enfermagem do UNASP São Paulo, Vivian Zorzim, acompanhou e supervisionou a implantação da grade curricular do curso técnico em enfermagem. A coordenadora explica que além das matérias regulares do ensino médio, o estudante irá desenvolver as habilidades e competências da área de enfermagem, tais como anatomia; medicamentos; cuidados específicos com adultos, mulheres, crianças e idosos; UTI; emergência; primeiros socorros; ética; legislação entre outros.

Quando começam os estágios do Curso Técnico em Enfermagem?

No primeiro ano o estudante tem aulas teóricas e práticas, a partir do segundo ano ele já começa vivenciar a prática nos estágios. Por isso, no final do segundo ano já recebe um certificado de Auxiliar de Enfermagem. Com este primeiro certificado ele já pode trabalhar na área. Ao final do curso ele recebe também o certificado de Técnico em Enfermagem.

Diferença entre o Técnico e o Auxiliar de enfermagem

Os cuidados dos pacientes dentro de um hospital são realizados por uma equipe de auxiliares e técnicos de enfermagem, liderados por um enfermeiro.  Todos juntos trabalham em prol da saúde dos pacientes em muitas áreas de atuação, que vão desde de Unidades Básicas de Saúde, até hospitais, clínicas e casas de repouso.

Dentro desta equipe os auxiliares trabalham em áreas menos complexas, e os técnicos nas áreas de alta complexidade como UTIs e centro cirúrgicos.

Mercado de trabalho para o Técnico de Enfermagem

A principal vantagem de fazer o curso técnico é concluir o ensino médio com uma profissão e com a possibilidade de ter um emprego. Devido a pandemia, a procura por profissionais da área de saúde tem aumentado consideravelmente.

“A área de enfermagem tem muita demanda, muita vaga. O que traz ao jovem a autonomia de já ter seu próprio dinheiro para poder pagar sua faculdade. Nesse curso ele também tem a oportunidade de verificar se a área de saúde é a escolha correta para ele”, destaca Vivian.

Autorização para o funcionamento do Curso Técnico Enfermagem

O Centro Paula Souza, que supervisiona e autoriza a implantação dos cursos técnicos, acompanhou o processo do curso técnico em enfermagem nos Colégios UNASP. Desde primeiro semestre deste ano, o instituto esteve avaliando a grade curricular do curso e de forma pessoal, enviou um parecerista aos campi, que não só constatou uma estrutura física adequada às necessidades do curso,  como conferiu a presença e legitimidade de todos os documentos requisitados.

Com todos os critérios cumpridos, a Diretoria de Ensino Região de Sumaré autorizou funcionamento do Curso Técnico em Enfermagem integrado ao Ensino Médio na portaria nº 113, do dia 04 de outubro de 2021.