Campori Online conecta 358 desbravadores no UNASP-SP

Acontece no Unasp

Escrito por

Murilo Pereira

Publicado em

20 set 2018

Crédito imagens

Eber Luchini

Programação comemorou o Dia Mundial do Desbravador. Clube Pioneiros da Colina pertencente a Igreja Adventista do UNASP-SP, realizou atividades de interação virtual e pessoal

O Clube de Desbravadores, Pioneiros da Colina, da Igreja Adventista do UNASP campus São Paulo, comemorou no último sábado, dia 15  de setembro, o Dia Mundial do Desbravador. Com cerca de 358 desbravadores, as comemorações do clube incluíram participação em todas as atividades e programações do Campori Online, promovido pela Igreja Adventista do Sétimo Dia na América do Sul. Um telão foi instalado na quadra do Ensino Fundamental 1 do Colégio UNASP para ser exibida toda a programação transmitida entre os dias 14 e 16 de setembro.

O Dia Mundial do Desbravador, foi precedido pela Semana do Lenço na qual todos os dias integrantes do clube vestiam o lenço dos desbravadores e usavam durante as atividades e compromissos diários. Daniel Luchini de Souza, tem 15 anos e conta que o uso do lenço chamou a atenção dos colegas do colégio em que estuda. Para ele, essa foi uma oportunidade de compartilhar sobre o clube e despertar nos colegas o desejo por conhecer mais a respeito dos Desbravadores e até vir a fazer parte dele. “Vi oportunidade de testemunhar e já chamei alguns para vir e eles ficaram com vontade de participar”, descreveu.

Quadra do Colégio UNASP virou arena do Campori Online

Desde a noite de sexta-feira, 14, quando o campori teve início, até domingo, 16, os desbravadores do UNASP-SP assistiam às programações transmitidas pelo Campori Online e interagiam participando dos desafios propostos. Além do que foi exibido na transmissão ao vivo do campori, as crianças, juvenis e adolescentes realizaram desafios e atividades propostas. Para participar era necessário estar conectado a um dispositivo móvel e disposto a cumprir os desafios  que incluíram publicação de fotos e interações com as redes sociais.

Mesmo sem ter o hábito de postar muito nas redes sociais, aos 13 anos,  Letícia Cipriano, diz que percebe o quanto seus amigos se interessam por suas publicações a respeito dos desbravadores. “Eu gosto da ideia de vários clubes estarem conectados ao mesmo tempo e  interagindo. É uma boa forma de testemunhar porque nas redes sociais você vai postando coisas sobre os Desbravadores e os seus amigos vão vendo, então, é uma coisa bem legal. Tem vários desafios em que pedem para postar vídeos e fotos com hastags para mostrar o que está acontecendo e também para testemunhar e mostrar para os outros o que é o Campori Online e os Desbravadores”, conta.

Lívia Keppke tem 14 anos e uma percepção parecida com a de Letícia. “Eu acho que a internet mesmo as vezes não sendo boa, foi boa nesse sentido de reunir tantas pessoas mesmo que não seja com elas todas do nosso lado. As fotos, os vídeos e os desafios trouxeram as pessoas um pouco mais perto de Cristo”, destacou.

Um dos caçulas da turma, Gustavo Silveira, tem apenas 11 anos, e também aproveitou muito o Campori Online. Fora às atividades pela internet com o fantoche Pedrinho que chamou a sua atenção, conta que gostou muito dos jogos e brincadeiras que pode participar junto aos seus amigos do clube. “A gente brincou bastante, jogou bola e vôlei. Está sendo bem legal. Eu gostei mais de jogar bola. Interagimos também. O pastor pede para a gente levantar e orar juntos. Todas essas coisas”, detalhou.

Um clube de Desbravadores com mais de 300 integrantes demanda muita logística e planejamento para que todos possam aproveitar ao máximo de um final de semana como esse. “Deixamos a postos um computador conectado à internet, a um equipamento de som e a um projetor. Convidamos todos os nossos desbravadores para estarem conosco durante as transmissões”, explicou Marcos Nunes, diretor do Clube Pioneiros da Colina.

Vestidos com o uniforme de gala, os integrantes do Clube Pioneiros da Colina, participaram dos cultos da Igreja UNASP-SP no sábado, dia 15.  A congregação os acompanhou cantando o Hino Oficial dos Desbravadores.

No mesmo sábado, 15, acontecia o Encontro Nacional da Federação dos Empreendedores Adventistas. Na ocasião, parte do Clube Pioneiros da Colina representou os Desbravadores do estado de São Paulo no evento.

Pioneiros da Colina no Encontro Nacional da Federação dos Empreendedores Adventistas

“Nossos desbravadores já tem uma interação interna muito legal, talvez pelo fato de participarem de um clube tão numeroso. Porém o fato de entender que o tamanho do ministério vai muito além do nosso campus sempre é algo que encanta cada um deles. Por isso eles participaram dos desafios e claramente se divertiram ao interagir com outros clubes, principalmente os que estavam mais distantes. Alguns até disseram que irão aprender espanhol porque sabem que o Campori Online irá “continuar” mesmo depois do seu encerramento”, complementou o diretor.

 

Confira o que os desbravadores entrevistados pensam a respeito de pertencer ao clube e sobre a experiência no Campori Online: 

 

A gente fica vendo o pastor lá falando as coisas. Daí tem aquele fantoche também, o Pedrinho. A gente também brincou bastante, jogou bola, vôlei e está sendo bem legal. Eu gostei mais de jogar bola e de interagirmos também. O pastor pedia para a gente levantar e orar juntos. Todas essas coisas. Eu tenho celular, mas na minha casa não tem internet. Eu uso quando eu vou nos lugares. É diferente e é bem legal estar conectado com alguém que a gente conhece. Gustavo Silveira, 11 anos, durante o Campori Online.

 

 

 

Hoje em dia eu gosto do Clube como uma família e é um lugar muito bom para eu estar. Eu acho que o Clube de Desbravadores é algo muito bom para as pessoas. Acho que é uma das melhores experiências. Coisas que vivenciamos aqui, as amizades, e várias coisas fazem parte de algo que a gente não pode perder. É uma boa forma de testemunhar. O que eu mais gostei desse final de semana foi dos desafios. Os ex-desbravadores que tiveram o reencontro e eu gostei de estar junto ao pessoal do clube e da unidade. Eu acho que passar esses três dias com todos os desbravadores juntos foi muito bom. Eu achei legal. Lívia Keppke, 14 anos.

 

 

 

Eu gosto muito dos Desbravadores, o clube significa muito para mim. Principalmente por causa do meu pai. O meu pai é desbravador desde muito pequeno e eu não conheço sem eu ser do clube e isso acabou me influenciando bastante. As minhas grandes amizades eu tenho hoje por causa do clube e eu gosto muito. Principalmente com o fato de estar mais conectada com Deus, através dele. Letícia Cipriano, 13 anos.

 

 

 

 

Estou no clube desde os 10 anos. No começo eu não gostava muito, mas eu aprendi a gostar. Hoje eu tenho o clube como uma família para mim. Daniel Luchini, 15 anos.

 

 

Assista ao culto especial do Dia do Desbravador, com o sermão do pastor Neumoel Stina com o título Pioneiros da Fé. Transmitido ao vivo pela Igreja UNASP-SP no sábado, 15 de setembro.