Câmara dos Deputados homenageia UNASP por seu Centenário

Não Classificado

Escrito por

Redação

Publicado em

09 nov 2015

A Câmara dos Deputados em Brasília homenageou na tarde da última sexta-feira, dia 6 de novembro, o Centenário do Centro Universitário Adventista de São Paulo, UNASP. O proponente da homenagem foi o deputado federal, Vicente Cândido. Na abertura da cerimônia, o parlamentar, que representa o estado de São Paulo, destacou a contribuição do Unasp para a comunidade na Zona Sul da capital paulista. Recordou a parceria entre a instituição e a Prefeitura Municipal na administração do Programa Saúde da Família, PSF, que durante 15 anos atendeu milhares de pessoas em bairros carentes nessa região da cidade. Ao resumir para a plenária a história do UNASP-SP, Cândido lembrou, inclusive, da contribuição que o centro de ensino trouxe para a indústria brasileira através da Superbom. A empresa que pertence a Igreja Adventista do Sétimo Dia e existe há 90 anos, teve início nos galpões de produção de suco de uva do UNASP-SP na década de 1920. 

“A cerimônia na Câmara Federal foi, de algum modo, um reconhecimento do alcance da influência do UNASP em âmbito nacional, o que se confirma quer pela origem de nossos estudantes quer pela forte dispersão que ocorre após a formatura de muitos deles, pelo que, nos sentimos muito honrados e agradecidos”, afirmou o reitor do UNASP, Euler Pereira Bahia.

A instituição fundada em 1915 em uma fazenda no então município de Santo Amaro, se expandiu formando outros dois campi no interior do estado, nas cidades de Hortolândia e de Engenheiro Coelho. Juntos, os três campi e o Campus Virtual, criado recentemente para o ensino a distância, somam mais de 17 mil alunos. Há cem anos, são os princípios e valores bíblicos e cristãos da rede de educação adventista que orientam o método de ensino e as ações do UNASP que se manifestam de diversas formas no âmbito acadêmico, espiritual e social.

“O reconhecimento da Câmara dos Deputados de que o UNASP é uma instituição de ensino superior comprometida com sua filosofia e, ao mesmo tempo, aberta para as necessidades da comunidade que a cerca, é uma das maneiras de confirmar que o UNASP está no caminho certo, servir a Deus e ao semelhante”, ressalta Douglas Menslin, diretor geral do UNASP-SP.

O diretor associado do departamento de Educação da Igreja Adventista na América do Sul, Sócrates Quispe, enfatizou o papel do UNASP na formação de líderes e sua relevância nos 120 anos que a Educação Adventista no continente sul-americano completou em 2015. Durante várias décadas, o campus centenário do UNASP foi a única instituição formadora de pastores, educadores e enfermeiros adventistas que do Brasil se espalharam também por diversos países do mundo.

“Não precisamos deixar de viver e trabalhar segundo acreditamos, pois nossa filosofia educacional está intrinsicamente relacionada com a missão social que o país necessita e o reconhecimento por parte da maior instância governamental vem confirmar exatamente isso. Viver para servir dentro dos propósitos deixados por Deus”, concluiu Menslin.

A mesa da sessão esteve composta pelo deputado Vicente Cândido e pelo reitor do UNASP, Euler Bahia, acompanhados pelo diretor geral do UNASP-SP, pastor Douglas Menslin, o doutor Sócrates Quispe e pelo vice-presidente da Igreja Adventista na América do Sul, pastor Helder Roger. A Orquestra de Sinos do UNASP-SP mais uma vez acompanhou a solenidade, apresentando algumas músicas além do Hino Nacional.

A homenagem em Brasília encerrou uma sequência de manifestações públicas de reconhecimento ao UNASP em seu Centenário que tiveram início no dia 17 de agosto na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. No dia 26 de outubro, o UNASP recebeu a Salva de Prata que representa a maior honraria que a Câmara Municipal de São Paulo concede a uma instituição. A homenagem municipal foi iniciativa do vereador Paulo Reis e a estadual proposta pelo deputado estadual, Campos Machado.

“Creio que estas cerimônias proporcionaram ao Unasp a oportunidade de reafirmar publicamente o seu compromisso de preparar a juventude, qualificando-a para agir na sociedade atual e futura através de uma visão bíblica e cristã da realidade. Isso é muito importante!”, enfatizou o reitor.

por Murilo Pereira

Foto: Wilson Azevedo