Aulas do Colégio Unasp retornam amanhã (13/05) em todo o Estado de São Paulo

Vida no Campus

Escrito por

Mairon Hothon

Publicado em

12 Maio 2020

Crédito imagens

Marketing Unasp

Já estávamos com saudades de vocês! Veja o vídeo que o Colégio Unasp preparou de retorno às aulas.

Para os mais de 7.300 alunos dos três colégios Unasp, localizados nas cidades de São Paulo, Hortolândia e Engenheiro Coelho, as aulas do 2º semestre letivo retornam nesta quarta-feira (13/05). Após as férias, estudantes do Ensino Básico ao Médio voltarão a ter as aulas regulares com o conteúdo letivo dos seus respectivos anos de estudo.

As aulas acontecerão de maneira virtual e de forma síncrona, ou seja, cada aluno vai estudar de casa pela internet com encontros ao vivo com os professores e os outros colegas da classe no horário normal de aulas. A exceção acontecerá para os alunos do Ensino Infantil e Fundamental I que terão suas aulas em vídeos gravados pelos professores, explicando as atividades que deverão realizar junto ao material didático.

Além das ferramentas digitais que o colégio disponibilizou, como o E-class e o UNASPvirtual, segundo a instituição, os docentes estarão em horários alternativos para tirar as dúvidas das atividades realizadas pelos alunos e ajudar aos pais e responsáveis nesse momento tão peculiar das crianças e adolescentes estudando de casa.

“Queremos proporcionar ao nosso aluno um acolhimento especial, levando em conta que hoje, diante das necessidades de reclusão, precisamos atender de maneira mais social e emocional a todos que precisam. Para isso, foi montado um projeto de disponibilizar psicólogos especializados na orientação socio-emocional dos alunos. Será um serviço que vai acompanhar os trabalhos letivos”, afirma o diretor do comitê da Educação Básica do Unasp, pr Douglas Menslim.

Devido a suspensão das aulas presenciais e o início do ensino remoto mediado pela tecnologia, como forma de prevenção ao coronavírus, as aulas passaram por algumas modificações, contudo Menslim afirma que, “de acordo com o novo calendário escolar, teremos mais três bimestres com previsão de atender as 800 aulas mínimas, exigidas pela Secretaria de Educação e para que nenhum aluno tenha qualquer prejuízo no conteúdo letivo”, ressalta.