Aula Magna propõe currículo social para universitários

Acontece no Unasp

Escrito por

Glória Barreto

Publicado em

10 mar 2020

“Nós queremos apresentar para os alunos que a sexta estrela do Unasp é aquilo que ele pode fazer por alguém.  Porque não adianta termos cinco estrelas no currículo universitário, se não fizermos nada por ninguém”, Wanderson Paiva

Aula Magna do Unasp Hortolândia desafiou os universitários a desenvolverem um currículo social durante seus anos de estudo na graduação, participando de alguma missão urbana ou então, engajando-se nos projetos de voluntariado durante as férias. O evento que aconteceu na noite de 05 de março, contou com a presença de todos os alunos da graduação e o palestrante convidado foi o pastor Robson Aleixo, diretor espiritual do Unasp Engenheiro Coelho.

Histórico acadêmico e Histórico social

De acordo com o diretor geral do Unasp Hortolândia, Afonso Cardoso, o campus preparou um documento, em conformidade com as diretrizes de educação para o voluntariado do MEC, e propõe que os alunos desenvolvam um currículo social, que inclui todas as atividades que o alunos realiza em prol da comunidade, além da sua formação acadêmica. São horas, fora do currículo acadêmico do MEC, onde o aluno mostra que está disposto a doar um pouco de si para a sociedade.

“Quando nosso aluno se formar receberá dois históricos, um histórico acadêmico e um histórico social. Essa iniciativa é uma forma da instituição reconhecer aquilo que nossos estudantes desenvolvem em termos cívicos e sociais de ajuda ao próximo e, ao mesmo tempo, motiva que esse espírito de doação de si para humanidade continue e cresça”, acrescentou o gestor.

Uma missão urbana por curso

Atualmente o Unasp Hortolândia conta com mais de 20 projetos entre missões urbanas e voluntariados de férias. Todos eles estão sendo geridos pelo recém-criado Centro de Missões, liderado pela equipe do diretor da pastoral do Unasp Hortolândia, Wanderson Paiva.

Cada um dos 10 cursos de graduação do campus, está envolvido em pelo menos um projeto de missão urbana.  Durante a programação os projetos foram apresentados aos alunos, para que estes pudessem escolher um para se envolver durante o semestre.

A estudante do curso de publicidade e propaganda, Roberta Fritzke gostou do tema da aula magna e das possibilidades de ações solidárias propostas. “Estou achando incrível toda esta postura da faculdade em incentivar ações com o intuito de ajudar o próximo. Além de interessante é muito bonito da parte da instituição incentivar que os alunos busquem algo mais, além de uma formação curricular, uma formação de caráter”, comentou Roberta.

 

Sexta estrela do Unasp

“Nós queremos apresentar para os alunos que a sexta estrela do Unasp é aquilo que ele pode fazer por alguém.  Porque não adianta termos cinco estrelas no currículo universitário, se não fizermos nada por ninguém. O aprendizado real, que se leva para a vida é aquele que se pode colocar em prática e de certa forma, melhorar a vida de outras pessoas”, conclui Wanderson Paiva.