Alunos do Unasp agitam o campus na luta contra o Zika Vírus

Acontece no Unasp

Escrito por

Murilo Pereira

Publicado em

26 fev 2016

Preocupados com a proliferação do Zika Vírus, da Dengue e da Chikungunya, doenças provocadas pelo mosquito Aedes Aegypti, os alunos do Colégio Unasp deixaram as salas de aula e saíram pelas alamedas e prédios do Unasp campus São Paulo alertando sobre os riscos de deixar água parada em locais que favorecem a proliferação do mosquito.

A ação aconteceu na sexta-feira, 19 de fevereiro, de forma simultânea às escolas de todo o Brasil na campanha que o Ministério da Saúde e o Governo Federal denominaram de Dia Z contra o Zika Vírus. Apenas na rede de escolas adventistas, cerca de 200 alunos se engajaram em ações semelhantes.

Adolescentes do Ensino Médio pesquisaram sobre o Zika Vírus e o Aedes Aegypti e foram até as salas de aula do Ensino Fundamental 1 e 2, do Colégio Unasp, com cartazes e informações úteis para a prevenção dos colegas menores. Nas aulas de Biologia, Língua Portuguesa, Ensino Religioso e até Geografia, os professores estão trabalhando conteúdos relacionados ao tema. Cada disciplina tem buscado formas de abordar o assunto proporcionando maior esclarecimento e conhecimento aos alunos que compartilham o que aprendem com a família e a comunidade.

A iniciativa também despertou a criatividade dos alunos. Um grupo de amigos do Ensino Médio compôs uma música sobre o Zika Vírus e cantou para os alunos do Unasp Baby. As crianças, que estão na faixa etária entre 1 a 4 anos de idade, gostaram do ritmo e reagiram dançando e batendo palma com os adolescentes.

Além da canção, os alunos também encenaram uma pequena peça na qual uma jovem era atendida por um médico após ser picada pelo mosquito e apresentar sintomas do Zika Vírus.
Universitários do curso de Enfermagem do Unasp, reforçaram a ação com orientações nas salas de aula do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental. Já os alunos do 5º ano, foram até a cozinha e o restaurante do campus para compartilhar com os funcionários, as informações que aprenderam sobre os perigos do mosquito transmissor. Também aproveitaram o intervalo do ensino superior para alertar os universitários que faziam seu momento de lanche na cantina.

Na hora do almoço, os alunos do Ensino Fundamental 2 distribuíram panfletos informativos no estacionamento e para os carros que passavam pelo portão principal do campus. O material impresso informava sobre a prevenção e os cuidados necessários para combater o mosquito.