Aluna de Jornalismo do Unasp apresenta trabalho em Congresso Internacional

Acontece no Unasp

Escrito por

Redação Unasp EC

Publicado em

07 nov 2018

Crédito imagens

Divulgação

O evento comemora 20 anos de trajetória em estudos na área de Educomunicação

Entre os dias 12 e 14 de novembro acontece o II Congresso Internacional de Comunicação e Educação e 8º encontro Brasileiro de Educomunicação, na USP. O evento terá como tema principal “Educação midiática: práticas democráticas pela transformação social”.

No ano de 1998 acontecia na Escola de Artes e Comunicação (ECA) e Núcleo de Comunicação e Educação (NCE) da Universidade de São Paulo (USP) o primeiro Congresso Internacional de Comunicação, tendo como tema “Multimídia e Educação no mundo Globalizado”.

Através dos projetos de intervenção social e as pesquisas acadêmicas nasce a Educomunicação, vertente que ganhou base teórica e prática para a nova emergência que surgia no novo século. No Brasil, as atividades voltadas para o tema resultaram na implantação de políticas públicas educomunicativas nas áreas de educação formal, educação socioambiental e educação em direitos humanos. Essas práticas deram base para os primeiros cursos de graduação em Educomunicação, em nível de Licenciatura na USP e Bacharelado na Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Paraíba.

A aluna da faculdade de Jornalismo do Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp), campus Engenheiro Coelho, Raiane Lívia irá participar do evento apresentando sua pesquisa na área. A universitária é formada em Comunicação Social com ênfase em Educomunicação pela UFCG e irá apresentar os resultados de seus estudos na linha de Mídia e Infância, com o tema “Televisão e aprendizado: um estudo de caso sobre o uso da TV por crianças da Educação Fundamental”. Para Raiane, participar de um evento como este é uma oportunidade única na sua vida acadêmica. “Saber que irei conhecer de perto onde tudo começou na área de Educom, conhecer os primeiros pesquisadores da área, é ao mesmo tempo desafiador e gratificante”, declara.

Nesta segunda edição estarão presentes pesquisadores renomados nos estudos em Educomunicação como Guilhermo Orozco Gomez, pesquisador da Universidade de Guadalajara (México) reconhecido por seus estudos dos impactos da televisão na plateia Latino Americana. Também estarão presentes nomes brasileiros reconhecidos em estudos da área como Ismar Soares, principal referência em Educomunicação no Brasil, presidente da Associação Brasileira de Pesquisadores e Profissionais em Educomunicação (ABPEducom) e professor Sênior da USP; o Jornalista educador Alexandre Sayad; o roteirista, diretor do canal Futura e professor da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), João Alegria. Entre outros nomes vindos de outras partes do Brasil e do mundo.