Afetividade na fenomenologia da vida

Acontece no Unasp

Escrito por

Jota Terres / Eva Cueva

Publicado em

18 Maio 2018

Crédito imagens

Jota Terres / Ronni Moreira

Filósofo participa do Simpósio e orienta como reagir e fortalecer emoções

Filósofo participa do Simpósio e orienta como reagir e fortalecer emoções

 

A segunda palestra do XIV Simpósio de Universitários do Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp), campus Engenheiro Coelho, provocou os participantes a entender como reagir a certas circunstâncias da vida, principalmente as que envolvem afetividade. O palestrante foi o filósofo doutor Renato Garibaldi.

Para fazer a abordagem sobre as emoções na vida universitário, Garibaldi conceituou para os participantes a fenomenologia. “Nós somos os resultados dos encontros de nossa existência”, descreve. O ponto de maior reflexão foi quando a obra do artista plástico Wassily Kandinsky foi apresentada ao público. Fato que gerou dúvidas e descobertas entre os universitários.

“Tive a oportunidade de estudar filosofia, de aprender mais sobre as nuances da vida. Foi nela que encontrei os conceitos de Henry, filósofo este que se voltou várias para falar do maior mestre de todos, Jesus Cristo. Eis aí meu maior apresso em relação a ele”, destaca Garibaldi.

Confira a entrevista concedida para a repórter Eva Cueva.