Um lugar onde as pessoas se reúnem para compartilhar com os amigos suas experiências com Deus, analisar os ensinos que estão na Bíblia, orar, testemunhar e cantar é conhecido como igreja. É exatamente isso o que adolescentes alunos do Colégio UNASP encontraram na comunidade YES. “No Yes você diz sim para as coisas boas da vida, as coisas que realmente tem valor que vão te fazer uma pessoa melhor, que vão construir seu caráter, que vão te fazer alegre e feliz de verdade”, explica Daniel Lüdtke diretor de desenvolvimento espiritual do Colégio UNASP.

Integração, evangelismo e serviço (IES) são os conceitos que definem o fundamento da Comunidade YES. A iniciativa que ainda é recente e teve início no mês de fevereiro, quando Lüdtke e sua equipe de trabalho reuniram um grupo de alunos e permitiram que eles participassem da criação do projeto com suas ideias e sonhos, ganhou força rapidamente e em poucos meses já é o principal momento de culto semanal para muitos deles. “Antes o que era um projeto que não sabia o que ia acontecer se tornou uma realidade que hoje pra gente é a igreja de todos os sábados. É o culto que a gente precisa, é o culto voltado pro jovem”, descreve a estudante Bárbara Kruger.

Desde o início a participação dos adolescentes é prioridade. Além da integração entre todos e o evangelismo presente quando mais amigos são convidados para fazer parte da comunidade, eles conseguem pôr em prática tudo o que aprendem nas aulas de religião e acham oportunidade de ajudar e servir em cada um dos 7 ministérios ativos dentro do YES. “Quando você dá oportunidade para os jovens trabalharem, eles fazem e superam as suas expectativas”, reforçou Lüdtke.
Os encontros não possuem a mesma liturgia comum de um culto formal, mas a partir de quadros e séries temáticas a programação segue uma dinâmica que possibilita a interação e o envolvimento de todos os que assistem. “O evangelho é o mesmo, Jesus é o mesmo só que a gente precisa adequar às faixas etárias, as maneiras diferentes de se pensar”, enfatiza Lüdtke.

Em uma idade de expectativa quanto ao que será a vida universitária, cheios de desejos e sonhos pessoais, muitos adolescentes tem escolhido a permanência de um relacionamento sólido com Jesus. “O que mudou a minha vida como cristão foi basicamente tudo. Porque antigamente minha família não seguia o cristianismo ou outra religião. Depois que eu vim para a Escola Adventista, depois que eu vi Deus eu me senti libertado de uma vez, eu sinto que todas as minhas respostas foram dadas”, expressou o estudante Leonardo da Costa.

“O Yes me aproximou bastante das pessoas e também de Deus. Eu me sinto muito bem, vindo aqui. Eu sinto que é um alimento espiritual realmente”, definiu a aluna Andressa Moreira.

por Murilo Pereira